COTAÇÃO DE 04/03/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6572

VENDA: R$5,6582

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,5600

VENDA: R$5,8300

EURO

COMPRA: R$6,7415

VENDA: R$6,7445

OURO NY

U$1.698,79

OURO BM&F (g)

R$309,40 (g)

BOVESPA

+1,35

POUPANÇA

0,1159%%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Negócios

Prado: criatividade para enfrentar a pandemia

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Marta Meireles e Vander Martins | Crédito: Divulgação
Marta Meireles e Vander Martins | Crédito: Divulgação

Acostumado ao burburinho de compradores – consumidores e lojistas – pelas ruas e dentro das lojas e show rooms, o polo da moda do bairro Prado, na região Oeste de Belo Horizonte, em março de 2020, se viu vazio. As prontas-entregas cerraram as portas e as fábricas não tinham mais pedidos. A solução só viria da principal matéria dessa indústria que tem muito de arte: a criatividade.

Os acontecimentos na Europa já davam uma prévia do que poderia acontecer no Brasil, mesmo assim, a declaração de que o mundo vivia sob a mais perigosa pandemia em 100 anos e o fechamento do comércio em muitas cidades brasileiras levou pânico às cadeias produtivas. A moda, uma usuária intensiva de mão de obra se via em um beco sem saída: como manter a atividade em um ambiente em que as pessoas não mais saíam de casa e, portanto, diminuiriam drasticamente a compra de novas peças?

PUBLICIDADE

De acordo com a consultora Marta Meireles, o fato de muitas empresas da região já terem, pelo menos, iniciado a transição digital antes da pandemia ajudou para que elas pudessem retomar as atividades com um pouco mais de celeridade que outras regiões.

“Muitas marcas que estão no Prado já nasceram digitais, já usavam as mídias sociais com desenvoltura. Algumas já tinham no Instagram o seu principal ponto de venda. Mesmo assim, claro, a pandemia foi um choque e a região como um todo não tinha um plano de voo”, explica Marta Meireles.

Vizinho do Barro Preto, tradicional polo de moda desde a década de 1970, o Prado se consolidou na última década do século passado, com confecções trabalhando peças elaboradas e com uma forte identidade brasileira atraindo compradores de todo o País.

“Em março houve um momento em que pensamos que ninguém mais consumiria moda. Mas ela serviu até como um escape. Rapidamente as coleções foram adaptadas, atendendo às novas necessidades dos clientes. A região tem algumas características que são diferenciais competitivos: muitas marcas de pronta-entrega; velocidade de adaptação; uma característica da moda mineira, que tem um DNA do ‘saber fazer’. Aqui temos uma assinatura, uma roupa de qualidade que passou a ser mais valorizada. Algumas marcas líderes resolveram não parar. Foram se movimentando do jeito que podiam e isso fez muita diferença, passando essa visão empreendedora também para os lojistas”, analisa a consultora.

Espírito empreendedor – No mundo da moda há mais de 30 anos, o diretor-geral da Skazi, Vander Martins, apelou para o espírito empreendedor para não se desesperar e não parar. Liderando uma equipe com mais de 400 pessoas, não fez nenhuma demissão e ganhou mais responsabilidades. A partir de agora comanda outras duas marcas do Grupo AMC Têxtil – o maior gestor de marcas de moda da América do Sul -, do qual faz parte e fez mais de 90 contratações ao longo da pandemia.

“Tinha uma missão moral de não demitir ninguém. O tombo entre abril e junho foi muito grande para todo mundo, mais de 50% de queda no faturamento. A partir de agosto a coisa mudou. No último quadrimestre a Skazi cresceu 46%. Logo no início vimos que esse momento de desabastecimento geral ia ser uma realidade. Enxerguei que poderíamos ser corajosos e investir na produção e contratar. Adaptamos tendências, investimos no (estilo) confort logo de cara. Percebo, infelizmente, no mercado uma aversão ao risco. Temos que ter uma postura de enfrentamento, não dá para ceder espaço. De outra forma, alguém vai ocupar esse espaço, provavelmente uma marca que não é mineira. Então, que sejamos nós”, conclama Martins.

Startup oferece alta costura a preço justo

Crédito: Divulgação
Crédito: Divulgação

Em meio às mudanças nos hábitos de consumo por conta da pandemia de Covid-19, a startup mineira Emi Moda Criativa usa as redes sociais para levar seus produtos até o cliente. 

A startup tem como propósito levar a alta moda a preço justo para o Brasil. A ideia é levar também experiência às clientes. Uma venda com intimidade. A entrega de valor está baseada na curadoria da alta moda com uma relação próxima com cada cliente, que pode experimentar as peças e comprar no conforto da sua casa.

Para fazer o produto chegar ao cliente, a marca adotou a “malinha express”. O cliente faz as escolhas através do Instagram, Whatsapp. A malinha é preparada e entregue no local e horário escolhido pela cliente. Para entrega é pago uma taxa dependendo do local da entrega e recolhimento, e as roupas podem permanecer por 24h com a cliente. O próximo passo é implementar o e-commerce no próprio site.

“Antenada com as tendências, e apoiada por uma consultora de moda, a Emi seleciona as melhores peças aderentes aos perfis de nossas clientes. Em 2021 queremos usar mais a tecnologia para nos aproximar mais do nosso público-alvo, entendê-lo melhor para levar uma experiência mais intimista, ainda que digital. Temos uma meta ambiciosa para 2021, abrir novos mercados e começar a exportar”, completa uma das idealizadoras da Emi Moda Criativa, Rachel Magalhães. (DM)

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

VEJA TAMBÉM

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!

FIQUE POR DENTRO DE TUDO !

Não saia antes de se cadastrar e receber nosso conteúdo por e-mail diariamente