COTAÇÃO DE 18/01/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,3037

VENDA: R$5,3047

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,3170

VENDA: R$5,4570

EURO

COMPRA: R$6,3724

VENDA: R$6,3747

OURO NY

U$1.837,39

OURO BM&F (g)

R$311,58 (g)

BOVESPA

+0,74

POUPANÇA

0,1159%%

OFERECIMENTO

Mercantil do Brasil - ADS

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Negócios
Página Inicial » Negócios » Telefónica anuncia a venda de antenas para a American Towers

Telefónica anuncia a venda de antenas para a American Towers

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Madri – A Telefónica anunciou que concordou em vender suas antenas de telefonia móvel na Europa e na América Latina para a American Towers por 7,7 bilhões de euros.

A divisão Telxius da Telefónica, parcialmente controlada pelo fundo de investimento KKR e pelo dono da Zara, Amancio Ortega, entregará mais de 30 mil antenas de telefonia móvel na Espanha, Alemanha, Brasil, Peru, Chile e Argentina.

A American Towers, com sede nos Estados Unidos, alugará as antenas de telefonia de volta para a Telefónica, deixando o grupo espanhol com apenas ativos de torres no Reino Unido.

A Telefónica, que ao lado de seus pares europeus têm lutado para enfrentar a queda do preço das ações em face da concorrência acirrada, poderá usar o valor da venda para cortar em 4,6 bilhões de euros sua dívida líquida que se acumulou durante pesados investimentos em redes.

A companhia disse que pretende focar em negócios mais lucrativos e sair de mercados menos lucrativos, como alguns na América Latina.

Os fluxos de renda de longo prazo vinculados à inflação transformaram as torres em alvos de investimento valiosos em um mundo de juros baixos. Essas redes devem se expandir para acomodar redes 5G e, eventualmente, conectar bilhões de dispositivos inteligentes.

O presidente-executivo da Telefónica, José María Álvarez-Pallete, disse que o negócio significa que a empresa pode se concentrar em seus “objetivos mais ambiciosos”, como o acordo para fundir suas operações britânicas sob a marca O2 com a Virgin Media, comprar ativos móveis da Oi e reduzir a dívida.

Em setembro, a dívida líquida da empresa era 2,77 vezes o lucro ajustado. O negócio com a American Towers trará um ganho de capital de cerca de 3,5 bilhões de euros, disse a Telefónica. (Reuters)

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

VEJA TAMBÉM

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!