COTAÇÃO DE 24/09/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,3430

VENDA: R$5,3440

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,3800

VENDA: R$5,5030

EURO

COMPRA: R$6,2581

VENDA: R$6,2594

OURO NY

U$1.750,87

OURO BM&F (g)

R$301,00 (g)

BOVESPA

-0,69

POUPANÇA

0,3012%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Negócios Negócios-destaque

Transporte de trabalhadores ganha plataforma digital na RMBH

COMPARTILHE

Segundo Gonçalves, com a pandemia os fretados viraram opção segura de transporte | Crédito: Flávio Florido / Ricardo Yoithi Matsukawa - ME

Na era do compartilhamento, o transporte de trabalhadores também ganhou uma versão de aplicativo para chamar de sua. Há dois meses atuando em Minas Gerais, o app Fretadão já tem 25% das suas linhas em operação no Estado, concentradas na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH).

Criada em São Paulo, em 2014, a plataforma digital compartilha ônibus, micro-ônibus e vans. O Fretadão desenvolveu um modelo de negócio de gestão de fretados de ponta a ponta, gerenciando toda a cadeia de transporte fretado, desde a experiência inicial do usuário até o compartilhamento de um fretado entre mais de uma empresa e usuários comuns. Atualmente, transporta mais de 8,3 mil passageiros por dia, atende mais de 36 empresas e opera mais de 411 linhas de fretados no Distrito Federal, Pará e Rio Grande do Sul, além de Minas Gerais.

PUBLICIDADE

De acordo com o CEO do Fretadão, Antônio Carlos Gonçalves, a pandemia acabou por acelerar os negócios, visto que as empresas passaram a se preocupar mais com o meio de transporte utilizado pelos seus colaboradores, especialmente aqueles que usavam o transporte público. A perspectiva é encerrar o ano com crescimento de 280%. A retomada das atividades gerou aumento na demanda por fretados no País, com o Fretadão registrando aumento de 15% no período pós-lockdown.

“Com a pandemia, os fretados viraram opção segura de transporte para os funcionários de centros de distribuição e logística de e-commerce, que não podiam parar ao longo da quarentena.

Além disso, com o compartilhamento conseguimos uma boa redução de custos. Vou usar como exemplo duas empresas que operem em Belo Horizonte com poucos funcionários residentes em Betim. Para alugar uma van para cada empresa talvez não seja vantajoso, mas se elas compartilham o veículo o custo é bem reduzido. Com o transporte fretado as empresas e as pessoas têm certeza da qualidade do transporte, do cumprimento dos horários e da segurança sanitária tão importante nos dias de hoje, e ainda contribuem com a diminuição de emissão de carbono da atmosfera, com a redução de veículos particulares nas ruas”, explica Gonçalves.

Por meio de tecnologia própria de rastreamento, controle de acesso e de escala dos veículos, e dispositivo IoT embarcado – responsável pelo hub de comunicação entre o ônibus, a plataforma de controle da empresa e o app do usuário -, o Fretadão oferece uma visão geral de toda a operação, com gestão do fretado de ponta a ponta.

O roteirizador tem como base o endereço de origem e de destino dos usuários, com capacidade de desenhar as melhores rotas a serem seguidas pelos motoristas, diminuindo a ociosidade dos veículos. É possível, ainda, saber qual passageiro embarcou e onde, além de identificar usuários de empresas ou avulsos. O dispositivo IoT possibilita identificar se o motorista desvia da rota, faz uma curva em alta velocidade ou freia bruscamente, por exemplo.

O aplicativo já prospecta oportunidades nas regiões do Triângulo, Sul de Minas e Norte de Minas. “O Estado é um grande polo de contratação de transporte fretado. Temos negociações abertas com empresas de mineração, fundição e aço, que são grandes contratantes. Vemos um potencial enorme pelas distâncias. Já atendemos nas proximidades de Extrema (Sul de Minas) e vamos crescer na região”, completa o CEO da Fretadão.

Quicko vai revolucionar o sistema

Mara Bianchetti

Recém-chegado em Belo Horizonte, o aplicativo Quicko promete revolucionar a mobilidade urbana da capital mineira. Criado há um ano, a ferramenta cria roteiros mais rápidos e convenientes para usuários do transporte público, combinando diferentes modais, como ônibus e metrô, além de mostrar em tempo real a situação das linhas e enviar notificações de eventuais ocorrências.

De acordo com a head de expansão da Quicko, Carolina Rodrigues, o aplicativo foi desenvolvido visando, justamente, apresentar soluções ao usuário, colocando-o no centro das soluções de mobilidade.

“Na maioria das vezes essas soluções são desenvolvidas isoladamente e sem levar em conta o usuário, que é o principal interessado”, justificou.

A plataforma foi rodada primeiramente em São Paulo, depois foi levada para o Rio de Janeiro e acaba de chegar a Belo Horizonte. E as expectativas quanto ao mercado mineiro são as melhores.

“O fato de ser a terceira cidade a receber a solução já sinaliza a relevância da cidade e a expectativa do negócio na região. Afinal, estamos falando de uma grande capital e terceira metrópole do País, o que vem ao encontro com nosso propósito de expansão”, explicou.

No total, o aplicativo já ultrapassou a marca de 1,3 milhão de downloads. A ferramenta permite, por exemplo, saber a localização exata dos pontos de ônibus e as estações de metrô, além dos horários em tempo real para partida e chegada de cada linha dos coletivos. Os usuários também têm acesso à Central de Notificações, com as principais notícias sobre o sistema de transporte público e outros assuntos relevantes para quem se desloca pelas cidades.

Além disso, a partir da ferramenta, é possível saber se há mudanças ou intervenções nas linhas de ônibus ou metrô. Todas estas funcionalidades já estão disponíveis para Belo Horizonte.

“O mapa da capital mineira já apresenta informações de todos os modais tradicionais da cidade, disponibiliza integração com Uber e 99 e benefícios e descontos exclusivos com parceiros estratégicos, agregando mais conveniência e fazendo a jornada ser mais prazerosa”, detalhou.

Por fim, vale dizer que no início de 2019, a Quicko recebeu um aporte financeiro de US$ 10 milhões do Grupo CCR e J2L Partners.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!