Crédito: REUTERS/Benoit Tessier

A Vallourec comemora a redução de 50% das emissões de CO2 na planta de Pelotização da Usina de Jeceaba, na região Central de Minas Gerais. Isso foi possível por meio de um projeto pioneiro no mundo: o reaproveitamento e injeção de pó de carvão vegetal em substituição ao gás natural como fonte de energia.

“O processo de produção de pelotas de minério de ferro tem alto consumo energético, tanto de energia térmica como de energia elétrica. Encontrar combustíveis mais competitivos, bem como fontes de energia renováveis, é uma constante na Vallourec, pois beneficiam o meio ambiente de forma significativa, além de aumentar a competitividade dos nossos produtos”, afirma o Superintendente de Relações Institucionais, Meio Ambiente e Comunicação, Hildeu Dellaretti Junior.

Nesse sentido, em janeiro de 2017, a empresa iniciou em sua planta de pelotização o reaproveitamento do pó de carvão vegetal, que era vendido como coproduto do alto-forno, em substituição ao gás natural. Para a implementação dessa iniciativa foram feitos investimentos em equipamentos específicos, os quais já estão em operação.

Com esse projeto foi possível alcançar, nos primeiros meses de 2019, a substituição máxima de gás natural que o processo permite. Isso significa uma redução de 50% das emissões de CO2.

“A Vallourec celebra os resultados alcançados e reforça o seu compromisso com o meio ambiente na busca contínua por alternativas para a substituição de combustíveis fósseis pelos de origem renovável em toda a sua cadeia de produção”, finaliza. (Da Redação)