COTAÇÃO DE 23 A 25/10/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6270

VENDA: R$5,6270

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6730

VENDA: R$5,8030

EURO

COMPRA: R$5,6730

VENDA: R$5,6750

OURO NY

U$1.792,47

OURO BM&F (g)

R$327,87 (g)

BOVESPA

-1,34

POUPANÇA

0,3575%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Negócios

Verace prevê novos investimentos em MG

COMPARTILHE

Eduardo Petri, Marcelo Paixão, Túlio Pinto e André Paixão (da esq para dir), sócios da Verace | Crédito: Divulgação/Verace

Após investir cerca de R$ 2 milhões em equipamentos, estrutura comercial e de marketing visando o fortalecimento da marca no Estado e a ampliação da presença para outras regiões do País, a Cervejaria Verace já planeja novo ciclo de aportes para o ano que vem. O planejamento que está sendo estruturado deverá incluir a expansão física da fábrica, localizada em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH).

A informação é de um dos sócios da Verace, André Paixão. Segundo ele, a empresa está concluindo o atual ciclo de investimentos que permitiu a cervejaria ampliar a capacidade de adega de 80 mil litros para 110 mil litros, além da entrada no segmento de destilados. “Começamos com apenas um galpão, que foi construído para abrigar a cervejaria. Hoje, já são três, e todos foram transformados para atingir a capacidade de 110 mil litros/mês. Também fizemos a aquisição de um destilador e de uma máquina de envase de latas”, detalhou.

PUBLICIDADE

Todo esse esforço não foi em vão, mesmo diante das dificuldades enfrentadas pelo segmento diante do abre e fecha do comércio como uma das medidas de proteção ao coronavírus. Conforme Paixão, 2020 foi um ano muito complicado e o volume despencou cerca de 90% entre março e abril – demanda que foi sendo recuperada aos poucos nos meses seguintes, mas que voltou a ser afetada com o novo fechamento no início de 2021.

“Vimos que a retomada poderia vir forte e resolvemos realizar o novo investimento. Desde a reabertura estamos batendo recordes de vendas mês a mês”, contou.

Diante da demanda elevada, a produção alcançou a nova capacidade fabril e, por isso, uma nova expansão já está sendo planejada para o ano que vem. O sócio da Verace explicou que a demanda está crescente, pois ficou algum tempo reprimida. Além disso, há o impacto dos investimentos realizados em marketing e alguma fatia do vácuo deixado no mercado pela Backer.

“Sem contar a forte expectativa em relação à volta dos grandes eventos. Por isso, já estamos avaliando como expandir ainda mais nosso volume. Estamos buscando alternativas, pois o imóvel que foi projetado para ser a Verace chegou no limite. Agora precisaremos de uma expansão física para aumentar a litragem de cerveja”, disse.

Hoje a capacidade da fábrica está em 120 mil litros por mês. Deste total, geralmente 60% da bebida sai em chope e 40% engarrafadas. Já na parte de destilaria, a capacidade é de 15 mil litros/mês, mas como a marca está entrando no mercado agora, com seu próprio gin, a expectativa é de que sejam comercializados 2 mil litros da bebida. A ideia também é produzir drinks prontos.

Todas essas novidades vêm para consolidar a marca Verace em Minas Gerais e preparar o terreno para conquistar outras regiões do País. Atualmente, a cervejaria está em 1.200 pontos de vendas em Minas, incluindo todas as grandes redes de supermercados. Os próximos passos são partir para outras regiões do estado e do Brasil.

Já há equipe própria no Vale do Aço, no Campo das Vertentes e na Zona da Mata. E em breve estarão também no Sul de Minas e no Triângulo, provavelmente ainda este ano. Mas, atualmente, com as vendas diretas para pessoa física, a Verace já consegue estar presente em outros estados brasileiros.

“Crescemos mais de 1.000% nos últimos seis meses graças aos investimentos no nosso e-commerce. Hoje, esse canal já representa em torno de 2% a 3% do nosso faturamento e a expectativa é que chegue aos 10%, sendo que antes da pandemia representava apenas 0,5%. Isso só foi possível graças a investimentos, divulgação de marca, reestruturação de embalagem e outras ações focadas na experiência do cliente”, concluiu o empresário.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!