COTAÇÃO DE 01/12/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6700

VENDA: R$5,6710

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6870

VENDA: R$5,8270

EURO

COMPRA: R$6,3654

VENDA: R$6,3672

OURO NY

U$1.779,55

OURO BM&F (g)

R$322,58 (g)

BOVESPA

-1,12

POUPANÇA

0,4412%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Opinião Opinião-destaque
País fecha ano com atividade aquém da esperada
Crédito: Bruno Domingos/Reuters

Luisa Moraes*

O cenário atual, econômico e demográfico, causado pela pandemia do Covid-19, impacta diretamente na estabilidade e solvência dos Fundos de Pensão brasileiros, já tão fragilizados diante de déficits, denúncias de extrativos de reservas por corrupção, e alvos de especulações em busca de socorro à economia.

PUBLICIDADE

Atualmente, detentores de uma riqueza acumulada declarada em R$ 1 trilhão, os Fundos de Pensão são alvos de ações econômicas fraudulentas, como as denunciadas pela Operação Greenfield da Policia Federal e a CPI dos Fundos de Pensão, bem como tentativas de flexibilização dos investimentos de seus recursos, com a finalidade de utilização das suas riquezas como socorro ao mercado de ações.

Em convergência com os esvaziamentos das reservas garantidoras, os projetos de privatização das estatais e empresas de economia mista, as aposentadorias compulsórias determinadas pela EC 103/19 e a classificação de risco letal dos beneficiários em exposição ao coronavírus, promovem a diminuição dos créditos revertidos (contribuições mensais) e aumentam os débitos (pagamento de benefícios mensais), podendo acarretar um desequilíbrio fatal aos fundos, o que requer cuidado e fiscalização dos órgãos competentes e dos próprios participantes.

Um plano de previdência prevê benefícios programados e de risco e o equilíbrio de um Fundo de Pensão é verificado por meio das reservas existentes e da sua capacidade de efetuar o pagamento dos benefícios por um tempo médio de 11 anos. Catástrofes, como a pandemia de um vírus que ataca pessoas acima de 60 anos, por si só podem comprometer a estabilidade do plano.

Por sua vez, as bolhas financeiras, tal como as que geraram a crise imobiliária Americana em 2009 e a quebra de Wall Street em 1929, sempre acarretam uma onda de prejuízos incalculáveis e de difícil solução e reparação, mesmo pelo Poder Judiciário, razão pela qual devem sempre que possível ser impedidas.

Analisar a possibilidade de uma bolha financeira não é uma tarefa fácil, mas diante do atual cenário (1. aumento do número de participantes assistidos em decorrência dos desempregos; 2. das aposentadorias compulsórias; 3. dos planos de demissão voluntárias em prol das privatizações; 4. do aumento da probabilidade de óbitos), combinado com as denúncias de desvios de reservas (5. ações judiciais em curso no STJ); e as especulações do mercado econômico (6. flexibilização do percentual de investimento de risco), em convergência com os déficits “técnicos” já anunciados, às cifras de R$ 36 bilhões – a exemplo do Plano PPSP da Petros – a probabilidade da ocorrência de uma bolha financeira não é tão distante.

O efeito prático é o desvio da finalidade e/ou má administração dos recursos acumulados pelos participantes, que ao longo de anos destinaram reservas ao pagamento de uma previdência complementar, mas que ao final acarretará prejuízo.

Quem foi precavido, poupou para o futuro e buscou segurança com planejamento, poderá ver a sua riqueza pessoal ser desviada e será apenas o herói da triste história salvando a economia de um país em crises econômica, política e na saúde.

*Advogada, especialista nas áreas de Direito Previdenciário, Tributário e Gestão de Negócios

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!