COTAÇÃO DE 24/01/2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,5030

VENDA: R$5,5030

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,4870

VENDA: R$5,6630

EURO

COMPRA: R$6,2080

VENDA: R$6,2103

OURO NY

U$1.842,90

OURO BM&F (g)

R$323,72 (g)

BOVESPA

-0,92

POUPANÇA

0,5845%%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Opinião Opinião-destaque
" "
Crédito: Divulgação

Em tempos de tantas e tamanhas incertezas, gerando preocupações das quais cotidianamente nos ocupamos neste espaço, alertando e tanto quanto possível sugerindo caminhos, é preciso saber enxergar também o que existe de positivo.

No caso brasileiro – e muito especialmente mineiro – esse olhar se volta obrigatoriamente para o campo, onde os resultados têm significado, já como regra, recorde sobre recorde, colocando o País bem próximo da liderança mundial na produção de alimentos.

PUBLICIDADE




A soma de fatores naturais favoráveis combinados com planejamento, gestão e alta tecnologia, explicam porque o País foi capaz, em pouco mais de trinta anos, dar o salto que deu, experiência que ao mesmo tempo deveria ser parâmetro para realizações possíveis em outras esferas.

Para o ano corrente já se sabe que o Produto Interno Bruto (PIB), que representa a soma de todas as atividades econômicas, sofrerá queda que poderá chegar aos 10%, o pior resultado em cem anos. Não será o caso do PIB do campo, mais apropriadamente chamado de Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP), que deverá somar R$ 742,4 bilhões, ou R$ 68,2 bilhões na comparação com 2019, o que coincidentemente corresponde a ganho positivo de 10,1%. Em Minas Gerais, conforme já publicado neste jornal, os resultados serão ainda melhores, com o VBP devendo crescer, segundo dados do Ministério da Agricultura compilados até o mês de julho, 18,1%, índice de padrão chinês e equivalente a R$ 78,53 bilhões, ganho de R$ 12,1 bilhões sobre o período anterior.

Sim, é para comemorar e comemorar muito a conjunção de fatores favoráveis que, no caso do Estado, incluem o desempenho excepcional do café, a valorização dos preços e o fator cambial, o que em termos práticos resultara que apenas o VBP agrícola apresentara variação positiva de 20,2%. Comemorar, aplaudir e, sobretudo, entendendo o potencial do agronegócio, dar o melhor suporte às atividades no campo, lembrando, sobretudo, que os produtores não se cansam de dizer que seu negócio vai muito bem dentro das porteiras e não tão bem do lado de fora.

Estamos falando das condições e custos do armazenamento e movimentação da produção, da oferta de crédito e de assistência que, melhoradas, colocariam o País mais perto de alcançar a posição de primeiro produtor mundial de alimentos, com uma renda que, conforme apontou recentemente o ex-ministro Alysson Paolinelli, em poucos anos poderá chegar a inacreditáveis U$ 1 trilhão/ano.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!