COTAÇÃO DE 14/05/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,2710

VENDA: R$5,2710

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,2700

VENDA: R$5,4330

EURO

COMPRA: R$6,3961

VENDA: R$6,3990

OURO NY

U$1.843,90

OURO BM&F (g)

R$311,62 (g)

BOVESPA

+0,97

POUPANÇA

0,2019%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Opinião

Tempos modernos

COMPARTILHE

Crédito: Divulgação

Neste momento atípico em que a sociedade sofre as graves consequências advindas da pandemia da Covid-19, e se adapta às drásticas mudanças como pode, surgem oportunidades diante da crise. Há mais de um ano, o dia a dia das pessoas e das empresas deu uma guinada na direção das possibilidades que são oferecidas pela tecnologia digital e das atividades remotas.

Os mundos do trabalho e da educação foram impactados pelo isolamento social, consolidando o acesso digital e remoto tanto para o saber quanto para o fazer. Hoje em dia, muitos jovens estudam remotamente e fazem estágio ou participam de programas de capacitação – como o da aprendizagem – em regime de teletrabalho ou home office.

PUBLICIDADE

Acreditamos que esta nova situação exigirá uma atualização tanto no texto da Lei nº 11.788/2008, que regulamenta o instituto do estágio no Brasil, quanto na legislação vigente que regula a contratação e a capacitação de aprendizes. O impulso para essa mudança veio do isolamento social que é uma medida preventiva contra o Covid-19, mas essa alternativa será uma tendência para muitas empresas que, conscientes de sua ação social, vão optar por manter as vagas atuais e até criar novas vagas para estagiários e aprendizes na condição do teletrabalho.

O fato é que esta crise pandêmica proporcionou e acelerou uma possibilidade e uma tendência ao regime remoto continuará em acessão nos próximos anos. O novo modelo de estágio e aprendizagem no regime de teletrabalho tem possibilitado aos jovens o acesso ao mercado de trabalho. Nesse sentido, muitos estagiários e aprendizes que agora estão obtendo uma oportunidade para aliar seus conhecimentos teóricos aprendidos em salas de aulas, hoje praticamente virtuais, só conhecem esse tipo de formato.

Estamos ainda nos adaptando a um contexto em que da inscrição ao recrutamento, da contratação e durante a capacitação teórica e o exercício prático da atividade, a supervisão e o acompanhamento, inclusive o desligamento, tudo ocorre virtualmente.

Até março do ano passado quem poderia ter em mente que estagiários e aprendizes iniciariam suas atividades de maneira remota, sem conhecher pessoalmente a empresa, seu supervisor e seus colegas de trabalho. Hoje essa é a realidade de centenas de estudantes que estão trabalhando em organizações dos mais variados segmentos de todo o País.

Como todo modelo experimental, o teletrabalho para os jovens, seja na modalidade do estágio ou da aprendizagem, também traz em seu bojo alguns desafios. Assim, as organizações pesquisam soluções plausíveis para questões relacionadas à melhoria de tecnologia e conectividade dos funcionários.

Um dos maiores entraves é a internet instável, devido à grande demanda de uso nos dias atuais. Outro desafio é o controle e a flexibilidade das jornadas de trabalho. Outros pontos também devem ser levados em consideração para minimizar os efeitos, bons ou ruins, da atividade laboral feita concomitamente com a rotina familiar. Finalmente, a questão da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) – nº 13.709, de 14 de agosto de 2018, que exige mais cuidado no tráfego de informações que envolvem os públicos interno e externo das organizações.

Dentre os fatores que afetam positivamente a rotina diária e a qualidade de vida das pessoas em atividade remota é o melhor aproveitamento do tempo que seria perdido com o deslocamento.  Nos processos seletivos, muitos são os jovens que destacam em suas entrevistas virtuais que o trabalho em casa lhes oferece a oportunidade de planejar melhor suas atividades e o também o autogerenciamento.

Sejam bem-vindos ao um novo mundo corporativo!

*Professor e supervisor de Ouvidoria, Comunicação e Marketing do CIEE/MG (comunicacao@cieemg.org.br)
Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!