Crédito: Amira Hissa

Italo Charles*

Após ser reeleito com 63,67% em primeiro turno, no último domingo (15), o atual prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), em pronunciamento, se mostrou satisfeito e manifestou as prioridades para o segundo mandato.

Marcada pela pandemia, a campanha apresentou nas principais pesquisas a reeleição do candidato no primeiro turno.

Sabíamos, claro, todos vocês sabiam, que as pesquisas indicavam um primeiro turno. Demorou tanto, vocês ficaram aí até de castigo, mas é hora de união da cidade. Não vamos polarizar eleição, não vamos fazer nada disso”, comentou Kalil.

O prefeito também reiterou as preocupações com o período de chuvas que está por vir e ressaltou a situação da pandemia na cidade.

“Vem um período duro de chuvas, temos que estar prevenidos. Temos que fazer melhorar a vida dessa população e é com muita humildade que recebo esse estupendo resultado. A situação hoje é muito confortável em Belo Horizonte. Temos baixa ocupação de leitos, na UTI não temos problemas de internação. Abrimos a cidade gradualmente, acho que no mesmo jeito que vieram aqui estudar, quando a Comissão Pan-Americana veio vá estudar como tínhamos feito, estamos reabrindo com calma para não ter que fechar”, afirmou.

Reeleição – Ainda que o atual prefeito tenha sido reeleito, o cargo de vice-prefeito será ocupado por Fuad Noman (PSD). O economista foi secretário de Fazenda de Belo Horizonte durante o primeiro mandato de Kalil, mas deixou o cargo para se candidatar. 

No período de campanha Kalil, com 61 anos, relatou que não estava totalmente confiante, em especial devido à pandemia do coronavírus,

O prefeito realizou suas manifestações eleitorais por meio de vídeos, sem campanha nas ruas e com reuniões especiais, com poucas pessoas respeitando os cuidados para prevenção do vírus.

*Com supervisão de Ana Carolina Dias