COTAÇÃO DE 17/06/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,0220

VENDA: R$5,0220

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,0600

VENDA: R$5,2030

EURO

COMPRA: R$5,9965

VENDA: R$5,9993

OURO NY

U$1.773,32

OURO BM&F (g)

R$287,07 (g)

BOVESPA

-0,93

POUPANÇA

0,2019%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Política
Crédito: Guilherme Dardanhan / ALMG

As reuniões das Comissões da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) serão retomadas a partir da próxima segunda-feira (21). Esses encontros vão acontecer em caráter extraordinário de segunda a sexta-feira, com o limite de dois eventos pela manhã e dois à tarde.

A decisão foi tomada pela Mesa da ALMG em conjunto com o Colégio de Presidentes das Comissões. As reuniões serão realizadas remotamente, a exemplo do que ocorre em 24 das 27 Assembleias do Brasil.

PUBLICIDADE

Conforme a Deliberação 2.733, de 2020, o acesso de visitantes às dependências da ALMG permanecerá restrito – também como ocorre em todas as Assembleias, Câmara dos Deputados e Senado. O objetivo é garantir o distanciamento social necessário para evitar a propagação do coronavírus.

Os cidadãos poderão acompanhar os debates pela transmissão ao vivo no YouTube, no Portal e na TV Assembleia.

Plenário – Em reunião no Plenário, a possibilidade de privatização de escolas estaduais e da Copasa foi a preocupação da deputada Andréia de Jesus (Psol) em seu pronunciamento. No domingo (13), o empresário Salim Mattar, proprietário da locadora de veículos Localiza Hertz, divulgou nas redes sociais que o governo de Minas deverá adotar o modelo de escolas charter em 2021. Esse formato permite a gestão privada em escolas públicas.

O fato de a informação ter sido divulgada por um empresário, antes de ser discutida com a Assembleia ou com a sociedade, indignou a deputada Andréia de Jesus. “Não sei se mando um ofício para o dono da Localiza ou para a Secretaria de Educação”, afirmou ela.

A parlamentar também criticou a informação de que o governo estadual está contratando o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para realizar um estudo sobre a melhor alternativa e o modelo mais adequado para propor a privatização da Copasa. Ela considerou a iniciativa um desrespeito à Assembleia Legislativa, uma vez que é necessária autorização do Poder Legislativo para que a Copasa seja vendida.

Renúncia – Ao final da reunião, o 1°-vice-presidente da ALMG, deputado Antonio Carlos Arantes (PSDB), leu mensagem do deputado Guilherme da Cunha (Novo), informando sua renúncia à vice-liderança de Governo na Assembleia. (Com informações da ALMG)

 

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!