COTAÇÃO DE 02/08/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,1650

VENDA: R$5,1650

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,1700

VENDA: R$5,3200

EURO

COMPRA: R$6,0990

VENDA: R$6,1002

OURO NY

U$1.813,45

OURO BM&F (g)

R$299,72 (g)

BOVESPA

+0,59

POUPANÇA

0,2446%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Política

Jair Bolsonaro afirma que pretende aumentar o valor do Bolsa Família em 50%

COMPARTILHE

Crédito: REUTERS/Adriano Machado

Brasília – O presidente Jair Bolsonaro voltou a dizer ontem que o governo estuda elevar o valor médio do programa Bolsa Família para além dos R$ 250 que estava sendo programado pela equipe econômica, e afirmou que o benefício com reajuste passaria a ser pago a partir de dezembro.

“Está sendo negociado para aumentar aí 50%. Até dezembro. Houve inflação sim. Alimento subiu no mundo todo e foi agravado pela pandemia do fique em casa”, disse o presidente a apoiadores depois de ser perguntado se realmente o benefício seria reajustado para R$ 300, como ele mesmo havia afirmado esta semana.

PUBLICIDADE

O valor médio pago hoje aos beneficiários do programa é de R$ 190 mensais –existem variações de acordo com o tamanho da família e a idade das crianças. A equipe econômica já havia fechado as contas em um reajuste para R$ 250, em média –valor que poderia ser pago sem romper o teto de gastos e sem cortar outros programas, como exigia o presidente.

Na quarta-feira (16), em uma entrevista para um canal de tevê de Rondônia, Bolsonaro afirmou que era necessário aumentar esse valor e que queria R$ 300.

Os 50% de aumento em relação ao patamar atual, ditos nessa quinta pelo presidente, levariam a um valor um pouco menor, de R$ 285 – um meio termo entre o previsto e o desejado por Bolsonaro.

A afirmação de quarta-feira pegou a equipe econômica de surpresa, de acordo com uma fonte ouvida pela Reuters, porque todos os cálculos já estavam feitos para que se fizesse caber os R$ 250 mensais no Orçamento, a serem pagos a partir de novembro.

Segundo essa mesma fonte, por enquanto não se sabe ainda de onde sairão os recursos para fazer o que o presidente quer, mas a proposta certamente virá do corte de outros programas existentes, já que não há como aumentar ainda mais as despesas sem ultrapassar o teto de gastos.

Mais tarde, em almoço com empresários no Rio de Janeiro, Bolsonaro voltou a falar em aumento de 50% e também no valor de R$ 300.

“Temos conversado com o Paulo Guedes e pessoal da nossa economia tem coração, e ele está propenso a conceder reajustes de 50% para bolsa família a partir do próximo ano”, disse Bolsonaro no Rio.

“Sabemos que em média é de R$ 192, é pequena e devemos passar para R$ 300, sabemos que é pequeno também, mas é uma ajuda para os que não têm como conseguir algo no mercado de trabalho“, acrescentou.

Após o almoço, o senador Flávio Bolsonaro (Patriota), filho do presidente e que esteve no encontro, deu outro valor e falou numa possível mudança no nome do programa, além de sua abrangência, tema já discutido no ano passado no governo.

“O comando do presidente para o ministro (da Cidadania, João Roma) foi ampliar a base do Bolsa Família, ou seja atingir mais famílias e ampliar também o valor”, disse o senador.

“Se discute algo em torno de R$ 270 aproximadamente. Isso tem que acontecer logo. Com a prorrogação por mais alguns meses do auxílio emergencial e na sequência um Bolsa Família mais robusto, que talvez mude de nome para Alimenta Brasil ou algo do tipo”, acrescentou.

Segundo o senador, um diferencial seria criar estímulos para que as pessoas deixem de depender desse auxílio, “ou seja investir em qualificação e na educação para que as pessoas possam caminhar com as próprias pernas“. (Reuters)

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!