COTAÇÃO DE 21/10/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6670'

VENDA: R$5,6680

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6800

VENDA: R$5,8270

EURO

COMPRA: R$6,5669

VENDA: R$6,5699

OURO NY

U$1.783,12

OURO BM&F (g)

R$323,30 (g)

BOVESPA

-2,75

POUPANÇA

0,3575%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Coronavírus livre Política

Parlamentares avaliam possibilidade de suspender trabalhos devido ao coronavírus

COMPARTILHE

Crédito: REUTERS/Adriano Machado

Brasília – Parlamentares avaliam a possibilidade de interromper os trabalhos do Congresso até meados de abril por conta do novo coronavírus. Segundo fonte, o tema está sendo estudado, mas o Congresso segue funcionando, por ora.

Para o deputado Marcelo Ramos (PL-AM), a decretação de pandemia, por parte da Organização Mundial de Saúde (OMS), e a informação nesta quinta-feira (12) que o secretário de Comunicação da Presidência da República Fábio Wajngarten, integrante de comitiva presidencial em viagem aos Estados Unidos no fim de semana, testou positivo para o vírus, aumentaram as preocupações.

PUBLICIDADE

Outro integrante da comitiva na viagem internacional, o senador Nelsinho Trad (PSD-MS), participou na noite da quarta-feira de reunião no Congresso com os presidentes das duas Casas e os ministros da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e da Economia, Paulo Guedes, entre outros, adicionando ainda mais temores aos integrantes do Legislativo.

“Tem vários deputados falando isso, realmente, da necessidade de parar”, disse Ramos à Reuters.

“Isso cresceu um pouco agora com essa confirmação do secretário de Comunicação do governo e do fato de que o senador Nelsinho Trad estava com ele na viagem e estava ontem naquela reunião que tinha uma série de deputados e senadores e o ministro Paulo Guedes e o ministro Mandetta. Então realmente já tem essa conversa”, acrescentou.

Ramos ponderou, no entanto, que ainda não vê uma eventual paralisação dos trabalhos do Congresso “prosperar com o presidente Rodrigo Maia”.

Câmara e Senado adotaram na quarta-feira, medidas para a restrição de circulação e acesso de pessoas ao Parlamento.

Ramos, que preside comissão especial sobre proposta que permite a prisão após condenação em segunda instância, disse à Reuters já ter autorização do presidente da Câmara para não suspender os trabalhos do colegiado.

(Reuters)

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!