VIVER EM VOZ ALTA | Das memórias de Afonso Arinos

Rogério Faria Tavares* Há 12 dias, a Academia Mineira de Letras se despediu, com saudade, de Afonso Arinos de Melo Franco Filho, o quinto sucessor da cadeira de número 29, fundada por Lindolpho Gomes, tendo como patrono Aureliano Pimentel. A Lindolpho se seguiram Milton Campos, Pedro Aleixo, Gustavo Capanema e Murilo Badaró, que presidiu a […]