Romeu Zema, Sergio Gusmão (presidente do BDMG) e Marcelo Álvaro Antônio durante solenidade | Crédito: Pedro Gontijo / Imprensa MG

O Ministério do Turismo divulgou que vai repassar mais R$ 300 milhões, via Fundo Geral do Turismo (Fungetur), para o BDMG ampliar o financiamento às empresas do setor. O anúncio foi feito na última quinta-feira (039), em solenidade de lançamento do Plano Nacional de Retomada do Turismo, do governo federal, na cidade de Ouro Preto. Estiveram presentes o ministro Marcelo Álvaro Antônio, o governador Romeu Zema e o presidente do BDMG, Sergio Gusmão.

Só nos primeiros oito meses do ano, o banco destinou R$ 160 milhões ao turismo mineiro, via Fungetur e outras linhas de crédito. O novo fluxo de liquidez vai beneficiar os mais de 90 ramos de atividade da cadeia do turismo, incluindo bares, restaurantes, hospedagens, empresas de transporte, agências de turismo, produções artísticas, de teatro, dança etc.

O BDMG e o Ministério do Turismo também assinaram um protocolo de intenções para que o banco passe a ser operador do Fundo Setorial Audiovisual (FSA), uma das principais ferramentas de fomento à indústria cinematográfica e audiovisual no País.

O protocolo prevê que os envolvidos estabeleçam, no prazo de um ano, as diretrizes que vão nortear a atuação do BDMG como agente financeiro do fundo. Além do BNDES, que é o operador central, apenas a Caixa, a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo-Sul (BRDE) realizam operações pelo fundo.