Crédito: WGO Comunicação/Divulgação

Os mais de 150 estabelecimentos de hospedagens do distrito de Monte Verde (Sul de Minas) agora podem operar com até 60% da sua capacidade. A ampliação da taxa de ocupação, até então em 50%, foi estabelecida em novo decreto da Prefeitura de Camanducaia (nº 190/2020), que traz, ainda, outra novidade nas regras de reabertura do turismo da vila: a liberação das áreas de lazer dos hotéis (áreas esportivas, academias, piscinas, saunas, parquinhos infantis, espaços kids, brinquedotecas, etc.) seguindo as recomendações de restrições.

Aos finais de semana e feriados, apenas turistas com reservas antecipadas podem ter acesso ao distrito. “Nossa prioridade é fazer a retomada de maneira consciente e responsável, seguindo absolutamente todos os protocolos sanitários”, disse a presidente da Agência do Desenvolvimento de Monte Verde e Região (Move), Rebecca Wagner, criada neste ano para promover o desenvolvimento econômico sustentável de Monte Verde.

De acordo com o Decreto Municipal 0119/2020, publicado no dia 29 de maio, desde o dia 1º de junho, também com restrições, as atividades de outros segmentos voltaram a funcionar, como bares, restaurantes, lojas, academias e salões de beleza. Monte Verde abriga, de acordo com a Prefeitura de Camanducaia, mais de 50 restaurantes, bares e similares.

No ano passado, mais de 500 mil turistas passaram pelo distrito, sendo 60% na alta temporada (entre maio e agosto), segundo dados da Prefeitura de Camanducaia.