COTAÇÃO DE 17/05/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,2660

VENDA: R$5,2660

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,2500

VENDA: R$5,4230

EURO

COMPRA: R$6,4106

VENDA: R$6,4134

OURO NY

U$1.866,89

OURO BM&F (g)

R$316,43 (g)

BOVESPA

+0,87

POUPANÇA

0,2019%%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Direto da Redação Turismo

Três das 10 regiões mais acolhedoras do mundo estão em Minas

COMPARTILHE

Crédito: Ricardo Cozo

A receptividade de mineiros e mineiras com os turistas que visitam o estado ganha mais um reconhecimento: de acordo com a premiação Travellers Review Awards 2021, da plataforma de reservas on-line Booking.com, Minas Gerais abriga três das 10 regiões mais acolhedoras do Brasil.

O prêmio é o mesmo que concedeu a Minas o título de um dos destinos mais acolhedores do mundo , sendo o único brasileiro a fazer parte dos locais selecionados.

PUBLICIDADE

De acordo com a lista, Monte Verde, no Sul de Minas, aparece em segundo lugar. Já Lavras Novas, distrito de Ouro Preto, na região central, está na sétima posição. Quem fecha o rol dos locais mais acolhedores do país, ocupante do 10º lugar, é a Serra do Cipó, compreendida pelo município de Santana do Riacho, também na região central de Minas Gerais. 

O secretário de Estado de Cultura e Turismo, Leônidas Oliveira, vê a notícia com entusiasmo e afirma que é mais um reconhecimento da hospitalidade mineira como uma potencialidade turística de Minas.

Para ele, o resultado também reflete a consolidação das políticas públicas de Turismo no estado, “como o programa Minas Recebe, que estimula a profissionalização do segmento; e a preocupação com a retomada gradual e segura do setor, com os desdobramentos do Minas para Minas e a promoção da segurança sanitária em toda a cadeira produtiva do turismo”.

Minas Gerais, destino que foi habilitado a usar o selo “Viagem Segura”, do Conselho Mundial de Viagens de Turismo, soma também mais de 11 mil registros ativos no Cadastur e mais de 2,3 mil selos “Turismo Responsável”, do Ministério do Turismo. São números significativos para o retorno das atividades de um dos setores essenciais para o desenvolvimento socioeconômico de Minas Gerais.

“Temos patrimônio histórico, a cozinha mineira, exuberantes paisagens naturais e culturais, estâncias hidrominerais e complexo de lagos, circuitos urbanos, rurais de aventura, e todas estes são potencializados por aquilo que só nosso estado possui e Guimarães Rosa traduziu muito bem: a mineiridade. Os mineiros sabem acolher e transformar uma viagem pelo nosso estado em uma memória afetiva, não só nas três localidades apontadas pela premiação, mas em qualquer um dos 853 municípios de Minas Gerais. A premiação chega em um momento importante, em que segmentos do Turismo e da Cultura estão autorizados, pelo Plano Minas Consciente, a retomar suas atividades de forma gradual e segura, seguindo protocolos necessários”, ressaltou o secretário.

Em breve a Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais (Secult) dará início à segunda fase do programa de reposicionamento e promoção de Minas Gerais como destino turístico: por meio de parcerias com a empresa CVC e de convênios com o Ministério do Turismo, a etapa “Minas para o Brasil” terá ênfase na projeção nacional do estado como destino atrativo e seguro, trabalhando as tendências do mercado do turismo de forma estratégica dentro das potencialidades de nosso território, para que mais brasileiros conheçam e tenham vontade de continuar descobrindo Minas Gerais.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!