COTAÇÃO DE 01/12/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6700

VENDA: R$5,6710

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6870

VENDA: R$5,8270

EURO

COMPRA: R$6,3654

VENDA: R$6,3672

OURO NY

U$1.779,55

OURO BM&F (g)

R$322,58 (g)

BOVESPA

-1,12

POUPANÇA

0,4412%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Agronegócio

Chuvas excessivas em fevereiro podem atrapalhar colheitas e exportações de soja

COMPARTILHE

Crédito: Jonas Olibeira/ANPr

São Paulo – Os trabalhos de colheita e transporte da safra de soja 2020/21 correm riscos devido a chuvas excessivas previstas em algumas das principais regiões produtoras do Brasil ao longo de fevereiro, com potencial de atrasar ainda mais as atividades e as exportações, alertam especialistas e representantes do setor.

As precipitações dificultam o acesso às lavouras, a secagem dos grãos e paralisam as operações de escoamento nos portos, onde a fila de navios é grande para receber a safra nova após o País iniciar a temporada com baixos estoques, o que tem deixado operadores apreensivos.

PUBLICIDADE

Com apenas uma mínima fração da safra colhida após o atraso no plantio, há ainda algumas situações de germinação de grãos no pé e apodrecimento de vagens quando o tempo fica úmido por muitos dias em plantações prontas para a colheita. Para as áreas com soja ainda em desenvolvimento, também podem haver complicações nos tratos culturais, ampliando a possibilidade de doenças.

“Em Mato Grosso, nosso maior risco é passar por chuva na colheita e no recebimento do produto pelos armazéns, onde ele necessita de secagem”, disse o gestor de inteligência de mercado do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), Cleiton Gauer.

No principal estado produtor de soja no Brasil, ele destacou ainda que haverá maior demanda por caminhões em um espaço de tempo muito curto, pois grande parte da safra foi semeada em outubro e precisa ser colhida em fevereiro.

Para Gauer, entraves nestas etapas do processo de escoamento podem acarretar problemas ao setor, pois os line-ups dos portos indicam que muitos navios já estão chegando para o embarque das cargas.

O agrometeorologista da Rural Clima, Marco Antonio Santos, afirmou em boletim que a tendência é de que chuvas persistam ao longo de toda a semana que vem, especialmente na região Central do Brasil.

“A segunda semana de fevereiro tem tudo para ser marcada por umidade… A colheita da soja para a segunda semana de fevereiro será bem complicada, assim como os embarques de grãos no Arco Norte”, afirmou.

No Paraná, um dos estados mais afetados pelas chuvas de janeiro e onde há expectativa de que a colheita tome forma, as precipitações ampliaram em 82% o tempo de paralisação das atividades no porto de Paranaguá, para 12,6 dias, no mês passado, e ligou um alerta no setor, caso o cenário se replique em fevereiro.

“No porto, temos este problema porque não conseguimos carregar devido à chuva, afetou um pouco os embarques, mas agora a expectativa é que normalize. Se isso acontecer em fevereiro, vai preocupar mais”, disse o gerente técnico da organização de cooperativas do Paraná Ocepar, Flávio Turra. O Paraná ainda não registrava colheita até o início da semana.

Janela de oportunidade O agrometeorologista da Climatempo João Castro prevê que haverá uma janela de oportunidade curta para colheita e escoamento, do dia 6 ao 10, na região Sul.

“Para de chover no sábado, dá uma secada no domingo, uma janela muito curta, tem que esperar drenar aquela água, então, na prática, vão ser dois dias de colheita dia e noite… a partir do dia 10, novas áreas de instabilidade”, afirmou o especialista.

“A tendência climática é de chuvas acima da média em todo o Centro-Sul do Brasil. Pela nossa análise, o mês de fevereiro, desde o sul de Goiás até o Rio Grande do Sul, terá chuvas acima da média, com exceção do oeste do Rio Grande do Sul”, acrescentou Castro, ponderando que muitas áreas em desenvolvimento vão se beneficiar da umidade. (Reuters)

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!