COTAÇÃO DE 26/10/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6270

VENDA: R$5,6270

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6730

VENDA: R$5,8030

EURO

COMPRA: R$6,6420

VENDA: R$6,6450

OURO NY

U$1.792,47

OURO BM&F (g)

R$327,87 (g)

BOVESPA

-1,34

POUPANÇA

0,3575%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Agronegócio exclusivo

Desembolsos do crédito rural registram alta de 15% no Estado

COMPARTILHE

Desembolsos do crédito rural registram alta de 15% no Estado
Em janeiro, a cultura do café foi a que demandou maior volume de recursos de custeio - Crédito: José Roberto Gomes/Reuters

Os desembolsos do Plano Agrícola e Pecuário (PAP) 2019/20, para Minas Gerais, cresceram 15% no período de julho de 2019 a janeiro de 2020, frente a igual intervalo da safra anterior.

Ao todo, já foram liberados R$ 16,3 bilhões para o Estado, ante os R$ 14,18 bilhões registrados no mesmo período da safra passada. Com o valor, Minas Gerais responde por 14% do volume de crédito liberado para o País, que já somou R$ 116,46 bilhões.

PUBLICIDADE

No Estado, até o fechamento do sétimo mês da safra, já tinham sido aprovados 144.434 contratos, expansão de 4% sobre o volume registrado de julho de 2018 a janeiro de 2019.

Do total de recursos liberados para o Estado, a maior parte, 66,6%, foi destinada para a agricultura. Ao todo, foram desembolsados para o setor R$ 10,87 bilhões, aumento de 10% frente aos R$ 9,93 bilhões registrados em igual período da safra anterior. Foram aprovados 62.420 contratos para acesso ao crédito na agricultura, volume 1% maior.

Para a pecuária, já foram desembolsados R$ 5,42 bilhões, o que representa um avanço de 27% frente ao volume de crédito liberado no mesmo período da safra 2018/19. Houve um crescimento de 7% no número de contratos, que somou 82.014.

Custeio em alta – Dentre as linhas que compõem o plano, a que apresentou a maior demanda foi a de custeio. De julho de 2019 a janeiro de 2020, foram liberados R$ 9 bilhões para o custeio da safra mineira, alta de 11% quando comparado com os R$ 8,08 bilhões registrados no mesmo intervalo da safra anterior. Em relação aos contratos aprovados, 62.546, houve um avanço de 1%.

A maior parte dos recursos foi destinada ao custeio da agricultura. Ao todo, já foram liberados R$ 6,35 bilhões, recursos 11% maiores que os registrados anteriormente. A aprovação de contratos somou 38.612, variação positiva de 3%.

Somente em janeiro, de acordo com os dados da Seapa, os produtos que demandaram maior volume de recursos da linha de custeio, em Minas Gerais, foram: o café (R$ 162,73 milhões), milho (R$ 43,58 milhões), cana-de-açúcar (R$ 28,06 milhões), alho (R$ 19,29 milhões) e feijão (R$ 9,19 milhões).

Para o custeio da pecuária, já foram desembolsados R$ 2,66 bilhões, alta de 12% frente aos R$ 2,38 bilhões liberados entre julho de 2018 e janeiro de 2019. Foram aprovados no período 23.934 contratos, queda de 2%.

A maior parte dos recursos de custeio da pecuária, liberados em janeiro, foi para a bovinocultura (R$ 248,57 milhões). Para suínos, foram desembolsados R$ 9,24 milhões, seguido por aves, R$ 5,70 milhões, e piscicultura, R$ 1,35 milhão.

Investimentos – A demanda pelos recursos para investimentos também ficou maior. Os desembolsos para a linha de crédito cresceram 38% no Estado, somando R$ 4,04 bilhões. Os contratos aprovados, 79.928, subiram 9%. Na pecuária, a busca pelos recursos de investimento avançou 53%, com a liberação de R$ 1,97 bilhão. Para a agricultura, foram liberados R$ 2,08 bilhões, variação positiva de 27%.

Somente os resultados da linha de comercialização foram negativos. Para Minas Gerais, foram liberados R$ 2,64 bilhões, o que significa uma demanda 13% menor pela linha, uma vez que, em igual período do ano-safra anterior, tinham sido liberados R$ 3,05 bilhões. A aprovação de contratos está 33% menor, somando 1.866 liberações.

Para a comercialização na agricultura foram destinados R$ 2,02 bilhões, queda de 19%. A liberação de contratos está em 1.311, volume 42% inferior. A pecuária demandou R$ 620 milhões da linha, incremento de 13%. Foram aprovados 555 contratos, aumento de 11%.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!