Processamento de laranja no cinturão de SP/MG foi de 325,1 mi de caixas de 40,8kg | Crédito: Paulo Whitaker/Reuters

São Paulo – Os estoques finais de suco de laranja da safra 2019/20 devem alcançar 420.782 toneladas em junho deste ano, aumento de 66% na variação anual e maior patamar desde 2015, estimou ontem a Associação Nacional dos Exportadores de Sucos Cítricos (CitrusBR).

O volume é considerado adequado para ajudar a indústria a atravessar a próxima temporada (2020/21), que será de safra baixa, disse à Reuters o diretor-executivo da CitrusBR, Ibiapaba Netto.

“Então, ele (estoque) serve como um ‘colchão’ para a safra que temos pela frente, uma safra pequena”, afirmou.

Segundo o executivo, nos últimos cinco anos, a bienalidade da citricultura brasileira tem sido muito marcante. “Quando é ano de safra cheia, ela vem bem grande, e quando é uma temporada negativa, a produção é, de fato, muito menor”.

O levantamento da CitrusBR indica que o processamento total de laranja no cinturão citrícola de São Paulo e Triângulo Mineiro na safra 2019/20 atingiu 325,1 milhões de caixas de 40,8 quilos. Desse volume, 295,3 milhões de caixas correspondem às empresas associadas à entidade.

Com isso, a produção total de suco de laranja foi prevista em 1,2 milhão de toneladas de FCOJ equivalente na temporada, alta de 327,5 mil toneladas ou 37,4% no comparativo anual.

Quanto à crise do coronavírus, o diretor disse que não está no radar nenhum problema de falta de mão de obra para a colheita decorrente de medidas de controle da doença.

“Estamos tomando várias medidas de prevenção”, afirmou, ao comentar sobre a colheita da nova safra da indústria, que deve se iniciar em junho em algumas áreas.

A safra de laranja 2020/21 do cinturão citrícola de São Paulo e Triângulo/Sudoeste Mineiro deve alcançar 287,76 milhões de caixas de 40,8 kg, de acordo com projeção do Fundecitrus. O número é 25,6% menor do que a safra anterior, estimada em 386,79 milhões de caixas, e 12,5% inferior à média dos últimos dez anos.
O Brasil é o maior exportador global de suco de laranja. (Reuters)