COTAÇÃO DE 21-01-2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,4550

VENDA: R$5,4550

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,4870

VENDA: R$5,6130

EURO

COMPRA: R$6,1717

VENDA: R$6,1729

OURO NY

U$1.829,52

OURO BM&F (g)

R$320,53 (g)

BOVESPA

-0,15

POUPANÇA

0,6107%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Agronegócio

Governo estuda intermediar prorrogação de dívidas por causa da seca no Sul

COMPARTILHE

POR

" "
Crédito: Agência Brasil

São Paulo – O governo brasileiro avalia a possibilidade de intermediar com as instituições financeiras a prorrogação do pagamento das dívidas dos produtores de estados da região Sul e de Mato Grosso do Sul afetados pela estiagem, de acordo com nota do Ministério da Agricultura publicada ontem.

Além disso, segundo o comunicado, o ministério estuda apoio de crédito adicional aos produtores dos municípios em que o estado de emergência foi decretado pelo governo federal.

PUBLICIDADE




O ministério informou ainda que o secretário-executivo da pasta, Marcos Montes, e o secretário de Política Agrícola, Guilherme Bastos, reuniram-se na segunda-feira com secretários de Agricultura dos estados do Sul e de Mato Grosso do Sul, atingidos pela seca.

O Paraná fez um corte drástico nas projeções de safras de soja e milho, segundo informação do órgão estadual Departamento de Economia Rural (Deral), enquanto a consultoria privada StoneX indicou na véspera que já não vê mais uma safra recorde de soja no Brasil este ano, devido aos efeitos das intempéries.

Na nota, o ministério não deu mais detalhes sobre eventual ajuda aos produtores atingidos pela estiagem.

Conforme o comunicado, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) está fazendo levantamento sobre a intensidade e amplitude do impacto na produção agrícola, dimensionando as perdas.




Estão agendadas também reuniões virtuais da Secretaria de Política Agrícola com diversos órgãos e entidades representativas do agronegócio do Rio Grande do Sul e Paraná, segundo o ministério.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!