COTAÇÃO DE 26/11/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,5950

VENDA: R$5,5960

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6300

VENDA: R$5,7570

EURO

COMPRA: R$6,3210

VENDA: R$6,3222

OURO NY

U$1.792,60

OURO BM&F (g)

R$322,88 (g)

BOVESPA

-3,39

POUPANÇA

0,4620%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Agronegócio
Crédito: Divulgação

No Brasil, a cada 100 bezerras nascidas, 15 morrem antes de completarem um ano. A taxa de mortalidade é considerada alta e, em muitos casos, isso acontece devido a problemas considerados de simples solução, como a falta de higiene e abrigo inadequado para os animais. A morte precoce registrada no rebanho leiteiro provoca prejuízos e prejudica a competitividade do pecuarista. Em Minas Gerais, o índice de mortalidade das bezerras segue o mesmo padrão nacional. O dado faz parte do Índice Ideagri do Leite Brasileiro (IILB).

De acordo com a médica veterinária e diretora do Ideagri (empresa desenvolvedora de software do grupo Rehagro), Heloise Duarte, a identificação da taxa de mortalidade ocorreu através da análise feita em cerca de 900 fazendas de leite entre as mais tecnificadas do País, que são responsáveis pela produção de 1,37 bilhão de litros de leite por ano, aproximadamente 4% da produção nacional. Do total de fazendas analisadas, cerca de 550 estão localizadas em Minas Gerais, que tem o maior rebanho leiteiro e a maior produção de leite do País.

PUBLICIDADE

Segundo o levantamento, das 69 mil bezerras nascidas entre abril de 2018 e março de 2019 nas fazendas avaliadas, foram registradas aproximadamente 11 mil mortes, desconsiderando os descartes voluntários.

Segundo o levantamento, 56% das mortes de bezerras registradas ocorreram por fatores como a diarreia (21%), tristeza parasitária (20,43%) e pneumonia (14,29%). A principal causa apontada para a diarreia é a falta de higiene. A tristeza parasitária é provocada pelo carrapato e a pneumonia, muitas vezes, ocorre em função da má acomodação dos animais. De acordo com Heloise, os principais fatores identificados são de fácil solução e, muitas vezes, de custo baixo.

“Com o levantamento detalhado, o produtor consegue observar onde estão os pontos que precisam ser melhorados na fazenda. A perda financeira com a morte de bezerras é grande e, muitas vezes, são cuidados básicos que devem ser tomados e de baixo custo”, explicou.

Gerenciamento – Ainda segundo Heloise, nas fazendas em que os problemas são gerenciados, o índice de mortalidade das bezerras é reduzido. Segundo os dados do IILB, as fazendas posicionadas entre as “Top 10%”, a mortalidade das bezerras é 41% menor, sendo que o índice de morte é de 9 bezerras a cada 100 nascidas. Nos Estados Unidos, referência entre as fazendas de leite, a mortalidade é de 10% de bezerras e novilhas até os 24 meses.

Os dados utilizados na análise fazem parte do IILB. Para a composição do índice, são coletadas informações cadastradas pelos produtores e gestores no sistema de gestão da Ideagri. Ao todo, são avaliados 12 itens, que vão desde o nascimento das bezerras até o final da vida produtiva, incluindo taxa de prenhes, idade da primeira cria, taxa de concepção, produção de leite, entre outros. O objetivo é medir a qualidade e a eficiência da produção de leite nas fazendas.

Com a coleta de dados, é possível identificar os pontos que necessitam de melhoria na produção nacional. Os dados conjuntos são disponibilizados para a população em geral. Já os produtores clientes da Ideagri têm acesso a dados mais detalhados e são permitidas comparações com regiões, por exemplo. Os dados de cada unidade produtora são confidenciais. Para ter acesso ao sistema Ideagri, o investimento é a partir de R$ 156 mensais, valor que varia conforme o perfil de cada fazenda.

“O controle dos dados e a identificação dos problemas são importantes para que o produtor se planeje e busque soluções. Na produção de leite, é importante reduzir as perdas para ter competitividade, o que garante melhor margem de lucro”, disse Heloise.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!