COTAÇÃO DO DIA 22/01/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,4780

VENDA: R$5,4790

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,5070

VENDA: R$5,6470

EURO

COMPRA: R$6,6088

VENDA: R$6,6101

OURO NY

U$1.853,68

OURO BM&F (g)

R$ (g)

BOVESPA

-0,80

POUPANÇA

0,1159%%

OFERECIMENTO

Mercantil do Brasil - ADS

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Agronegócio
Página Inicial » Agronegócio » Mudas e sementes: Decreto promete mais segurança em produção

Mudas e sementes: Decreto promete mais segurança em produção

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Sementes de soja Crédito: Luiz Henrique Magnante/Embrapa
Sementes de soja Crédito: Luiz Henrique Magnante/Embrapa

Com o objetivo de modernizar os processos e assegurar a qualidade das sementes e mudas produzidas no Brasil, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) publicou o Decreto nº 10.586/2020, que atualiza e regulamenta a lei que dispõe sobre o Sistema Nacional de Sementes e Mudas (SNSM), a Lei nº 10.711/2003. O sistema tem a finalidade de garantir a qualidade do material de multiplicação e de reprodução vegetal produzido, comercializado e utilizado em todo o território nacional, o que é importante para o bom desempenho do setor produtivo. 

De acordo com as informações do Mapa, a atualização vai adequar o regulamento à realidade e à dinâmica do setor produtivo, promover a modernização, desburocratização no setor regulatório, equilibrar o foco entre processo e produto final e aprimorar o processo de certificação de sementes e mudas. Outra vantagem do sistema é que ele irá coibir a produção e comercialização de produtos ilegais e assegurar as garantias de identidade e qualidade das sementes e mudas disponibilizadas no Brasil. 

O fiscal agropecuário da gerência de Defesa Sanitária Vegetal do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), Renato Coutinho de Siqueira, explica que o decreto incluiu as boas práticas de produção de sementes e mudas, o que é muito importante para o desempenho favorável dos plantios e culturas. 

“Ainda falta regulamentar quais serão as boas práticas de produção, o que deverá acontecer através de instruções normativas. A intenção é ter uma melhor qualidade no material propagativo. O produtor que comprar as sementes e mudas que obedecerem aos critérios terá maior garantia de procedência e maior potencial produtivo”, destaca.

Maior produtividade – Ainda segundo Siqueira, outras vantagens são o aumento da produtividade e redução de custos. “Com o uso de sementes e mudas de melhor qualidade, a tendência é aumentar a produtividade e reduzir o uso de agrotóxicos, já que reduz o risco de levar ervas daninhas para os terrenos, permitindo um maior controle de pragas e reduzindo os riscos”, explica.

Conforme as informações divulgadas pelo Mapa, entre as alterações, o novo decreto busca promover a diferenciação clara entre o usuário e o produtor ilegal de sementes e mudas, estabelecendo condutas infracionais distintas, proporcionais às suas atividades. O detalhamento sobre a identificação de sementes e mudas passa a ser tratado em normas complementares, o que vai permitir o estabelecimento de exigências distintas, conforme os grupos de espécies. 

O decreto também ampliou a validade do Registro Nacional de Sementes e Mudas (Renasem) de três para cinco anos. O Registro Nacional de Cultivares (RNC) também passa a ter um prazo de validade de 15 anos, prorrogável enquanto a cultivar estiver em uso.

Também ocorreram alterações importantes sobre o papel do mantenedor na produção de semente genética e planta básica, previsão para semente e mudas de uso doméstico, ampliação da declaração de área para produção de sementes de uso próprio para todas as cultivares, sejam protegidas ou de domínio público, entre outras. 

O novo decreto entra em vigor em meados de março. Até lá, os documentos emitidos sob a vigência do Decreto nº 5.153/2004 serão válidos até a data de seu vencimento.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

VEJA TAMBÉM

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!

FIQUE POR DENTRO DE TUDO !

Não saia antes de se cadastrar e receber nosso conteúdo por e-mail diariamente