COTAÇÃO DE 25/05/2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$4,8200

VENDA: R$4,8210

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$4,8900

VENDA: R$5,0160

EURO

COMPRA: R$5,1520

VENDA: R$5,1546

OURO NY

U$1.853,68

OURO BM&F (g)

R$287,13 (g)

BOVESPA

-0,98

POUPANÇA

0,6724%

OFERECIMENTO

Agronegócio

Produção mineira de açúcar pode subir 8,1%

COMPARTILHE

Área de produção apresentou queda de 1,2% neste ano safra - Créditos: Valter Campanato - ABr

A produção de cana-de-açúcar, em Minas Gerais, na safra 2019/2020, deve apresentar alta de 1,4% com a colheita de 64,1 milhões de toneladas. Neste ano safra, a produção de açúcar vai crescer 8,1% enquanto a produção de etanol total tende a recuar 4,2%. Os dados são do Primeiro Levantamento da Safra de Cana-de-Açúcar, divulgado ontem pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

De acordo com os dados da Conab, a área de produção de cana-de-açúcar em Minas Gerais caiu 1,2% com o uso de 837,9 mil hectares ante os 848 mil hectares utilizados na safra anterior.

PUBLICIDADE




Na produtividade, é esperado aumento de 2,7%, com rendimento médio estimado em 76,5 toneladas de cana-de-açúcar por hectare ante o volume de 74,5 toneladas por hectare colhidas anteriormente.

Açúcar – No Estado, a tendência é de aumento na produção de açúcar. A previsão é de um volume de 3,31 milhões de toneladas do produto, aumento de 8,1% ou de 248,3 mil toneladas a mais que na safra anterior. Segundo os dados da Conab, Minas Gerais, produziu na safra passada 3 milhões de toneladas, retração de 24,7%. A queda representativa aconteceu pelos preços baixos, o que desestimulou a produção.

A cana-de-açúcar destinada à produção de açúcar vai crescer 9,2%, somando 25,3 milhões de toneladas. No ano passado, o volume foi de 23,2 milhões de toneladas.

De acordo com o superintendente de Informações do Agronegócio da Companhia, Cleverton Santana, o aumento na produção de açúcar mostra a recuperação da produção, que no ano passado, devido aos preços baixo praticados no mercado internacional e a demanda elevada pelo etanol, teve a produção reduzida.

PUBLICIDADE




“Na safra anterior, as usinas reduziram a produção de açúcar por causa dos preços baixos. Este ano, a tendência é ampliar a produção de açúcar, mas ainda em níveis menores que os observados nos anos anteriores”.

LEIA TAMBÉM:

Etanol feito de milho é tendência no Brasil

Etanol – Com o maior volume de cana destinado à fabricação de açúcar, a produção de etanol total em Minas Gerais ficará menor na safra 2019/2020. De acordo com os dados da Conab, o volume de cana a ser esmagada para a produção de etanol esta 3% menor e somando 38,77 milhões de toneladas. Mesmo com a redução, o volume de cana a ser processada para a produção do biocombustível é maior que o destinado ao açúcar.

Com a queda de 3% na destinação da cana, a produção de etanol total deve ficar em 3,1 bilhões de litros retração de 4,2% ou 137,28 milhões de litros a menos.

A produção de etanol anidro, que é adicionado à gasolina, foi estimada em 990,1 milhões de litros, aumento de 20% ou de 165,1 milhões de litros. Ao todo, serão destinadas 12,7 milhões de toneladas de cana para a fabricação do anidro.

A previsão da Conab é que a produção de etanol hidratado, em Minas Gerais, chegue a 2,11 bilhões de litros, variação negativa de 12,5% ou queda de 302,4 milhões de litros. No ano passado, devido ao aumento da demanda, em função dos preços mais elevados da gasolina, a produção de etanol no Estado cresceu 40,7% e chegou a 2,41 bilhões de litros.

“Este ano a produção de etanol está voltando á normalidade, após um aumento significativo registrado na safra passada. Vale lembrar que este é o primeiro levantamento da safra e os dados podem ser alterados ao longo do período produtivo”, explicou Santana.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!