COTAÇÃO DE 07/05/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,2280

VENDA: R$5,2290

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,2070

VENDA: R$5,3830

EURO

COMPRA: R$6,3509

VENDA: R$6,3522

OURO NY

U$1.831,42

OURO BM&F (g)

R$307,84 (g)

BOVESPA

+1,77

POUPANÇA

0,2019%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Agronegócio

Triângulo Mineiro vai ganhar laboratórios para pesquisas em bioenergia e manejo de pragas

COMPARTILHE

#Agronegócio | Imagem: Pexels / Arte: Will Araújo
#Agronegócio | Imagem: Pexels / Arte: Will Araújo

A Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), vinculada à Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), firmou, na última sexta-feira (26), um acordo de cooperação técnica e científica com a Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM).

O objetivo da parceria é unir esforços para realizar atividades relacionadas à pesquisa científica da Epamig e para o desenvolvimento tecnológico dos programas de pós-graduação da UFTM.

PUBLICIDADE

O acordo foi assinado pela presidente da Epamig, Nilda Soares, e pelo pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação substituto da UFTM, Thiago Henrique Corrêa. De acordo com o texto, a Epamig e a UFTM vão alocar mão de obra técnica especializada e de apoio, estudantes, professores e pesquisadores para execução de trabalhos. As duas instituições vão disponibilizar, juntas, infraestrutura, laboratórios, equipamentos, máquinas, implementos e veículos.

Além disso, a parceria vai possibilitar a participação de professores e estudantes da UFTM em pesquisas desenvolvidas pela Epamig, concessão de bolsas de iniciação científica, produção conjunta de livros e artigos, estágios e transferências de tecnologias. O acordo tem vigência de cinco anos e pode ser prorrogado ou alterado por meio de termo aditivo.

Primeiros passos De acordo com Thiago Henrique Corrêa, uma das primeiras ações da parceria é a criação de dois laboratórios, um para pesquisas com bioenergia (LaBen) e outro voltado para biologia evolutiva e manejo de pragas (LaBEMP).

“É importante observar que, devido à relevância produtiva do Triângulo Mineiro, esses laboratórios vão ao encontro das necessidades da região, como o uso racional de recursos naturais, o estudo do impacto de intervenções ecológicas e o reaproveitamento de resíduos”, enfatizou Corrêa.

Segundo o chefe da Epamig Oeste, Fernando Franco, a assinatura do acordo vai facilitar a entrada da universidade no Campo Experimental Getúlio Vargas, em Uberaba (MG).

“Gostaria de destacar dois pontos. O primeiro diz respeito à otimização de recursos públicos, pois vamos abrigar laboratórios que farão parte de uma unidade mista de pesquisa e transferência de tecnologia. O segundo ponto diz respeito ao ganho intelectual e ao impulsionamento do desenvolvimento científico para a Epamig e para a UFTM nas áreas de entomologia e energias renováveis. Tudo isso sem falar nas possibilidades que nossos pesquisadores terão nos programas de ensino da UFTM”, destaca Franco. (Com informações da Epamig)

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!