Crédito: Divulgação

Para comemorar o Dia da Língua Nacional, lembrado em 21 de maio, a Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais preparou uma ação especial em suas redes sociais. Hoje, será publicada uma série de vídeos com leituras de trechos de obras clássicas da literatura mundial.

A novidade é que, para essa ação, o material estará disponível com recursos de acessibilidade, com descrição de imagens, narração, animação e interpretação em língua brasileira de sinais (libras).

Na relação de vídeos que serão compartilhados hoje perfil do Instagram (@bibliotecaestadualmg), estão trechos das histórias narradas, legendadas, audiodescritas e interpretadas em libras dos livros “Volta ao Mundo em 80 Dias” (1872), de Júlio Verne, “O Pequeno Príncipe” (1943), de Antoine de Saint-Exupérye, “O Discurso do Urso” (2009), de Julio Cortázar, além da crônica “A Carroça dos Cachorros”, de Lima Barreto.

De acordo com a diretora do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult), Alessandra Gino, a atividade, além de comemorar a data, propõe reflexões a respeito da acessibilidade oferecida por instituições, espaços culturais e outras organizações a pessoas com deficiência.

“O isolamento social modificou nossa forma de oferecer conteúdo ao público. E essa mudança deve ser pensada de forma ampla, quais conteúdos e para quais públicos precisamos trabalhar”, comenta.

Diversidade – A proposta dessa ação é ampliar a percepção sobre diversidade linguística, apostando em novas formas de se comunicar, como explica Alessandra Gino. Para a diretora, a garantia de acesso à arte, à cultura e, principalmente, à linguagem, é uma das missões da biblioteca.

“Nossas atividades têm sido pensadas para todos os públicos, de acordo com suas demandas e necessidades. A língua está muito além de um código escrito em uma folha de papel. Ela deve e precisa ser acessível”, finaliza.

Os vídeos foram produzidos e editados pela “Mais Diferenças”, organização da sociedade civil de interesse público e que atua desde 2005 com assessoria, pesquisa, estudos, experimentos, produção e compartilhamento de conhecimento, práticas, modos de fazer, materiais e publicações relacionados à educação e cultura inclusivas, tendo como princípios básicos a acessibilidade e a garantia dos direitos das pessoas com deficiência.

A Biblioteca Pública Estadual é um equipamento da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult). A partir do decreto do governo de Minas Gerais, que estabeleceu critérios para o funcionamento de instituições culturais durante o combate à disseminação do novo coronavírus (Covid-19), a Biblioteca Estadual tem oferecido uma série de atividades para o público por meio de seu site e suas redes sociais. São publicações com dicas de leituras, posts comemorativos em alusão a datas e eventos especiais, matérias sobre efemérides e movimentos literários, entre uma infinidade de temas.

O Dia da Língua Nacional foi criado em 21 de maio de 2006, data em que foi criado o Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo.

É uma homenagem ao idioma oficial do Brasil, o português, que foi difundido no território nacional com a colonização. Porém, o português falado pelos brasileiros é repleto de variações derivadas de outras línguas, como o tupi-guarani, além de influências de idiomas dos povos africanos, como as línguas iorubá, jeje e nagô, que chegaram ao país durante o período da escravidão. (As informações são da Secult)