COTAÇÃO DE 26/11/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,5950

VENDA: R$5,5960

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6300

VENDA: R$5,7570

EURO

COMPRA: R$6,3210

VENDA: R$6,3222

OURO NY

U$1.792,60

OURO BM&F (g)

R$322,88 (g)

BOVESPA

-3,39

POUPANÇA

0,4620%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia

Acordo entre Brasil e Chile deve impulsionar a relação bilateral

COMPARTILHE

Chile Flag Wrinkled On Dark Background 3D Render
Crédito: Freepik

Em visita a Belo Horizonte para inaugurar o escritório ProChile, o embaixador do Chile no Brasil, Fernando Schmidt Ariztía, comemorou o aditivo ao  Acordo de Livre Comércio entre Brasil e Chile,  aprovado pelo Senado Federal em setembro e que entra em vigor no início do próximo ano.

O processo, que durou três anos e cinco meses, é considerado pelo embaixador como uma ação pioneira e favorável. “Estamos aguardando uma decisão definitiva dessa negociação entre os dois países desde abril de 2018, quando iniciou as tratativas”, relembra.

PUBLICIDADE

O embaixador conta que, em dezembro de 2018, após assinatura da manifestação da vontade da livre comercialização entre Chile e Brasil, até a assinatura definitiva com a ratificação das câmaras legislativas dos dois países, passaram-se mais de três anos. “Mesmo antes do acordo, Chile e Brasil têm uma boa relação de negócios em vários setores, principalmente no setor de agronegócio e da mineração. Agora, com o livre comércio, iremos ampliar nossa rede de empreendedorismo com pequenas, médias e grandes empresas e em diversos setores”, explica.

A partir de 25 de janeiro de 2022, o acordo de livre comércio entre Chile e Brasil passa a entrar em vigor. “Um acordo de 24 capítulos aprimorados como, por exemplo, facilitação ao comércio, oferecendo uma nova estrutura legal, transparência nas negociações, certificação digital de origem, facilitação de comércio, ou seja, uma gama de facilitadores para que os empresários de pequenas, médias e grandes empresas possam desenvolver negócios sem complicações”, pontua o embaixador.   

Rede de negócios

O volume de negócios envolvendo Chile e Minas Gerais está gerando resultados positivos no setor empresarial. Hoje, será inaugurado em Belo Horizonte o escritório ProChile, com o objetivo de fortalecer as relações comerciais entre Minas Gerais e o Chile.

Conforme números do Sistema de Consultas de Dados do Comércio Exterior Brasileiro (Comexstat), o volume de exportações do Chile para Minas Gerais teve um crescimento de 24,3% no ano até outubro frente a igual período de 2020. A mesma elevação foi registrada para importações, que chegou à casa de 43,6%.

O escritório é o segundo no Brasil, o primeiro fica em São Paulo. Na capital mineira, a unidade está instalada no bairro Funcionários, região Centro-Sul da Capital. A organização é do Ministério das Relações Exteriores do Chile para assuntos ligados à promoção da exportação de bens, produtos e serviços.   

Ariztía conta que, no período da pandemia, em que o escritório já estava em funcionamento, muitos negócios foram realizados com sucesso. “O escritório estava funcionando antes da pandemia e neste período conquistamos bons negócios em Minas Gerais. Neste ano, de janeiro a outubro, até o momento, as exportações tiveram uma elevação de 24% para Minas Gerais, ou seja, são US$ 90.483.721, os números falam por si. Com a abertura dos bares e restaurantes, produtos como vinhos, salmão fresco, azeite de oliva e outros produtos chilenos aumentaram muito a importação”.

Em um ano e quatro meses, o escritório comercial intensificou a presença do Chile no Brasil. “Os escritórios de São Paulo e Belo Horizonte são responsáveis por trabalharem juntos com a Embaixada do Chile no Brasil em Brasília. Isso faz com que aumente a presença chilena nos negócios em todos os estados do País. Atualmente, temos negócios no Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul e em outros estados. Através do escritório comercial de Belo Horizonte, onde tivemos um encontro empresarial virtual em outubro, que reuniu 220 empresários dos dois países, realizamos 750 reuniões bilaterais e como resultado conquistamos US$ 24 milhões de vendas. E todo esse sucesso devemos ao escritório de Belo Horizonte”, enfatiza o embaixador do Chile. 

Para 2022, a expectativa é de participação de vários outros eventos e feiras de empreendimentos, além de um importante evento para o serviço de mineração em 2023.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!