O segmento de produção de combustíveis recolheu R$ 8,573 bilhões de ICMS no ano - Foto: Agência Petrobras


Os cofres de Minas Gerais arrecadaram R$ 4,340 bilhões em novembro, 10% a menos que em outubro (R$ 4,817 bilhões). Na comparação com o montante recolhido em idêntico mês de 2017 (R$ 4,661 bilhões), a queda foi de 6,9%. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Estado da Fazenda (SEF).


No acumulado até novembro, a arrecadação estadual totalizou R$ 54,719 bilhões contra R$ 51,315 bilhões nos mesmos meses de 2017, um aumento de 6,6%. Se descontada a inflação oficial do País até novembro – medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) -, que foi de 3,59%, o aumento real foi de 3,1%.


Somente com a receita tributária, Minas recolheu R$ 51,977 bilhões entre janeiro e novembro, ante R$ 48,132 bilhões em igual período de 2017, uma alta real (descontado o IPCA do período) de 4,4%. A arrecadação de tributos representou 95% do total recolhido no Estado até novembro de 2018.


A arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) somou R$ 44,252 bilhões entre janeiro e novembro, sobre R$ 41,810 bilhões nos mesmos meses de 2017, alta real de 2,3%. O ICMS representou 80,8% da arrecadação total do Estado para o acumulado dos onze meses de 2018.


Até novembro deste ano, a indústria recolheu R$ 21,593 bilhões com o ICMS. Dentro do parque, os segmentos de produção de combustíveis (R$ 8,573 bilhões) e a indústria alimentícia (R$ 1,675 bilhão) foram os que tiveram as maiores arrecadações. O comércio de Minas recolheu R$ 11,204 bilhões, o setor de serviços, R$ 11,161 bilhões, e a agropecuária arrecadou R$ 187,7 milhões com o imposto até novembro.

IPVA – A arrecadação do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) bateu na casa dos R$ 4,937 bilhões até novembro, com evolução real de 8,3% em relação a arrecadação do imposto em iguais meses de 2017 (R$ 4,415 bilhões). O IPVA respondeu por 10,6% do recolhimento total do Estado entre janeiro e setembro.


O governo de Minas projeta arrecadar R$ 5,235 bilhões com o IPVA neste ano. O valor arrecadado com o imposto até novembro representa 94,3% do montante lançado para 2018. Se o valor for confirmado, representará um crescimento nominal de 13,4% sobre o montante recolhido em 2017 (R$ 4,613 bilhões).


A cobrança de débitos referentes à dívida ativa de Minas Gerais gerou a arrecadação de R$ 502,9 milhões entre janeiro e novembro, o que significou uma queda real de 84,9% na comparação com os R$ 3,319 bilhões recolhidos nos mesmos meses do ano passado.