Crédito: Divulgação

Foram liberados nessa segunda-feira (3), por meio do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit), mais 7 quilômetros duplicados da BR-381, nas proximidades do município de Nova União, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). A inauguração foi feita pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas.

Com isso, já são 35 quilômetros duplicados dos 66 quilômetros previstos para este ano. Agora, o foco é a concessão, conforme destaca o senador Carlos Viana (PSD). O prazo previsto para o leilão da rodovia é até março do ano que vem, incluindo parte da BR-262, de João Monlevade a BR 101, no Espírito Santo.

De acordo com o senador, o edital relacionado à concessão deve ser encaminhado ainda hoje para o Tribunal de Contas da União (TCU). Se não houver quaisquer restrições, deverá ser publicado ainda nos meses de novembro e dezembro deste ano. A previsão é de R$ 10,5 bilhões em investimentos.

“Com o dólar alto, a nossa expectativa é a de que a BR-381 se torne muito atrativa para o capital estrangeiro”, ressalta ele.

O senador Carlos Viana (PSD) conta, inclusive, que já foram feitas visitas de dois grupos de investimentos. Um deles chinês e outro dos Emirados Árabes, o que já tem gerado bastante otimismo.

“É preciso que a gente decida o assunto o mais rapidamente possível, para que o cronograma de duplicação não atrase mais ainda. A empresa que assumir no ano que vem terá 24 meses para iniciar as obras”, pontua o senador.

A preocupação com o assunto tem a ver com o próprio desenvolvimento do Estado. O senador frisa que o Vale do Aço e a região Leste de Minas Gerais ficaram muito isolados por causa da BR-381, além dos vários acidentes que já aconteceram.

“Quanto mais rapidamente duplicarmos, mais rapidamente retomaremos o desenvolvimento”, salienta.

Dos 35 quilômetros duplicados já entregues, 28 quilômetros o foram neste ano, enquanto os outros 7 quilômetros foram liberados ainda em 2019. Foram finalizadas também 11 obras de arte especiais (OAE) no trecho, sendo dois viadutos, seis pontes e três passarelas.

Conforme afirmou o coordenador do Movimento Nova 381, Luciano Araújo, para o DIÁRIO DO COMÉRCIO em julho, a conclusão do lote 7 deve acontecer ainda em setembro deste ano, enquanto o lote 3.1 até dezembro.

Investimentos – No fim do ano passado, foi anunciado um aporte para este ano de R$ 117 milhões por parte do governo federal na BR-381. Ao anunciar o investimento à época, o senador Carlos Viana (PSD) já havia defendido a importância da concessão.

“A concessão é o caminho mais rápido para que a gente possa ter uma 381 segura, duplicada e que ajude a escoar a produção e às famílias não chorarem tantas mortes e tantos feridos”, afirmou ele.