COTAÇÃO DE 23 A 25/10/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6270

VENDA: R$5,6270

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6730

VENDA: R$5,8030

EURO

COMPRA: R$5,6730

VENDA: R$5,6750

OURO NY

U$1.792,47

OURO BM&F (g)

R$327,87 (g)

BOVESPA

-1,34

POUPANÇA

0,3575%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia

Cemig SIM já tem adesão de mais de 4 mil consumidores

COMPARTILHE

Crédito: Amanda Perobelli/Reuters

Um total de 4.100 pessoas – físicas e jurídicas – aderiram ao sistema de geração de energia solar do Cemig SIM apenas neste primeiro semestre de 2021, conforme informações da empresa.

Até o momento, a Cemig SIM investiu R$110 milhões em participação societária de algumas usinas. Agora, a previsão é de que seja aplicado até R$ 1 bilhão nos próximos três anos.

PUBLICIDADE

“Os aportes serão destinados, principalmente, para expandirmos de 42 megawatts para mais 200 megawatts de energia elétrica para os próximos anos”, reforça o diretor comercial da Cemig SIM, Cássio Coutinho Ferreira.

A Cemig SIM, empresa com foco em soluções em energia, celebra os bons números alcançados nos últimos meses e as excelentes perspectivas. A positividade na adesão ao programa, de acordo com Cássio Ferreira, vai além da economia na conta de luz.

“A receptividade está sendo muito positiva, porque estamos falando de energia solar, que é renovável. Então estamos aderindo à questão da sustentabilidade. As empresas estão preocupadas com isso e o debate está cada vez mais amplo sobre e a geração de economia. No começo existe uma desconfiança do cliente, mas, a partir do momento que ele entende como funciona, acaba ficando satisfeito e animado com o serviço e com a questão ambiental”, explica.

Tendências 

De acordo com a regulamentação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a Cemig SIM faz parte do mercado de geração distribuída, em que empresas sócias de fazendas solares “alugam” para os consumidores placas de geração de energia solar a fim que eles gerem a própria energia, com um custo mais barato e mais competitivo.

Cássio Ferreira esclarece que Minas Gerais é um local que tem boa geração solar, o que beneficiou o Estado a sair na frente em termos de adesão ao projeto fotovoltaico. Atualmente, 19% da geração de energia solar distribuída no Brasil sai de Minas Gerais, conforme informações da Aneel.

“Hoje, Minas Gerais é o Estado que tem a maior participação no acordo de geração distribuída no País, de acordo com as entidades que acompanham os números do setor”, enfatiza o diretor comercial.

Além disso, Cássio salienta que “a matriz de hidrelétrica no Brasil é muito forte, porém, agora, não obteve muito investimento. Atualmente, os aportes estão voltados para geração de energias eólicas, solares e a partir de biogás. Essas são as fontes de energia que vão crescer nos próximos anos”.

A estimativa é de que essas mudanças comecem daqui a dois anos, segundo Cássio, provavelmente, quando a recuperação do crescimento da economia no País avançar.

“Está atrelado ao crescimento econômico do País, que tem adquirido um cenário otimista nos últimos anos. O Brasil deve crescer e, com certeza, a geração de energia elétrica tende a aumentar”, avalia Ferreira.

Durante os grandes picos da pandemia da Covid-19, a Cemig SIM também sentiu a queda no consumo, principalmente, do comércio, como bares e restaurantes. Mas, em contrapartida, os condomínios e residências que aderiram ao programa tiveram um aumento significativo. Segundo a empresa, agora que a vacinação está avançando e que o comércio, em geral, está voltando à normalidade, o consumo deve voltar ao normal.

Para quem deseja aderir ao programa, a inscrição pode ser feita pelo site da Cemig SIM ou por meio de um consultor pelo telefone 116. No site, é possível simular o quanto será a economia para o cliente.

Segundo Cássio, o programa não é indicado para todos os clientes: apenas os de baixa tensão – comércios, bares, restaurantes e residências em que as contas atingem, em média, valores a partir de R$ 300 para moradias e R$ 500 para lojistas e outros empreendimentos.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!