COTAÇÃO DE 07/12/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6180

VENDA: R$5,6180

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6500

VENDA: R$5,7830

EURO

COMPRA: R$6,3427

VENDA: R$6,3451

OURO NY

U$1.784,35

OURO BM&F (g)

R$323,23 (g)

BOVESPA

+0,65

POUPANÇA

0,5154%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia

Confiança da indústria em Minas tem menor nível desde julho

COMPARTILHE

Crédito: Divulgação

A segunda onda da pandemia de Covid-19 e as medidas ainda mais restritivas para conter o avanço do vírus, impactaram de forma negativa a indústria no Estado. O Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei) de Minas Gerais retraiu pela quinta vez consecutiva em abril e chegou ao menor nível desde julho de 2020. 

De acordo com os dados da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), em abril, o Icei chegou a 53,5 pontos, ficando 1,2 ponto abaixo do índice de março, que era de 54,7 pontos.

PUBLICIDADE

De acordo com a analista de Estudos Econômicos da Fiemg, Daniela Muniz, mesmo com a quinta queda consecutiva, o índice que mede a confiança do empresário da indústria ainda ficou em 53,5 pontos em abril. Valores acima de 50 pontos indicam percepção de situação atual melhor.

“O agravamento da pandemia de Covid-19 provocou o fechamento das atividades consideradas não essenciais. Porém, o resultado ficou acima dos 50 pontos, apontando confiança dos empresários pelo nono mês seguido. Um dos pontos positivos visto pelos empresários é o avanço da vacina contra a Covid-19, que permitirá um melhor controle da pandemia e retorno das atividades econômicas”, explicou.  

Porte das empresas

Avaliando os portes da indústria mineira, houve queda no Icei das pequenas e de grande porte. Em abril, o índice ficou em 47,1 pontos nas indústrias de pequeno porte, ante 47,6 registrados em março. Nas de grande porte, o Icei caiu de 58,6 pontos, em março, para 55,8 em abril. Já nas indústrias de médio porte, o índice subiu de 54 pontos, em março, para 55,4 pontos.

Em abril, a nova queda no Icei foi influenciada pela piora da percepção dos empresários da indústria em relação às condições atuais da economia e das suas indústrias. O componente de condições atuais caiu de 49,7 em março para 45,8 em abril. 

 “As medidas mais rigorosas adotadas nessa segunda onda da pandemia, com uma maior restrição de circulação, impactaram de forma negativa na confiança dos empresários. A queda no componente de condições atuais foi a quarta consecutiva e, no acumulado de janeiro a abril, o índice já recuou 14,7 pontos”, explicou. 

Em relação às condições atuais da economia brasileira, em abril, o componente chegou a 40 pontos, ante 44,3 pontos registrados em março, uma queda de 4,3 pontos. 

Na avaliação da economia do Estado, o índice caiu de 46,3 em março para 40,3 em abril. Já em relação às condições das empresas, o Icei caiu de 51,9 em março, para 48,6 em abril, mostrando que os empresários estão pessimistas. 

“Em abril, os industriais de Minas perceberam piora ainda mais intensa na situação atual das economias brasileira e mineira, e de suas empresas. Porém, o índice ficou 11,3 pontos superior ao verificado em abril de 2020 (34,5 pontos), mês em que a pandemia impactou severamente a atividade industrial”.

Expectativa da indústria mineira

Apesar do cenário ainda instável, o componente de expectativas para os próximos seis meses do empresário da indústria em Minas apresentou pequeno aumento de 0,2 ponto, saindo de 57,2 pontos em março, para 57,4 pontos em abril.

O resultado, segundo Daniela, aponta que os industriais, para os próximos meses, estão otimistas com relação às economias do País e do Estado e aos seus negócios. O indicador cresceu expressivos 24,6 pontos frente ao observado em abril de 2020 (32,8 pontos), quando registrou o menor patamar da série histórica.

“Os efeitos positivos do programa na vacinação contra a Covid-19 trazem alento aos empresários. A vacina vai ajudar a controlar a pandemia, o que é importante para a retomada das atividades econômicas, para a recuperação da economia e da confiança dos empresários”.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!