COTAÇÃO DE 26/11/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,5950

VENDA: R$5,5960

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6300

VENDA: R$5,7570

EURO

COMPRA: R$6,3210

VENDA: R$6,3222

OURO NY

U$1.792,60

OURO BM&F (g)

R$322,88 (g)

BOVESPA

-3,39

POUPANÇA

0,4620%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia
A Copasa investirá os recursos em ações nos 27 municípios na sua área de cobertura - FOTO: DIVULGAÇÃO

A Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) está apostando em diferentes tipos de operações de crédito para sustentar seu plano de investimentos. Desta vez, a estatal programa fazer sua 14ª emissão de debêntures para levantar até R$ 350 milhões. Os recursos serão destinados à execução de parte do programa de aportes da companhia. 

Conforme comunicado feito ao mercado, ontem, a administração da companhia já encaminhou a proposta detalhando a operação para aprovação em Assembleia Geral Extraordinária (AGE), a ser realizada no dia 8 de fevereiro. No documento, a companhia detalha que a emissão pode ser feita em duas séries. A primeira deve ser no valor de R$ 200 milhões e, a segunda, de R$ 150 milhões. 

PUBLICIDADE

Ao todo, a previsão é de que sejam emitidas 350 mil debêntures, com valor unitário de R$ 1 mil. As debêntures serão simples, não conversíveis em ações, da espécie quirografária para distribuição pública. A companhia explicou que a operação se tornou necessária para complementar os recursos que serão aplicados no Programa de Investimentos e garantir a execução dos aportes do plano. 

Em dezembro, em outra operação para sustentar seu pacote de investimentos, a Copasa fechou empréstimo de longo prazo de 80 milhões de euros (cerca de R$ 340 milhões, na cotação atual) com o Banco Alemão de Desenvolvimento (KfW). Com mais uma contrapartida de 20% da estatal (16 milhões de euros), a companhia garantiu investimentos de 96 milhões no Programa de Proteção Ambiental em Municípios. 

Segundo já informado, a Copasa investirá esses recursos em ações de saneamento em 27 municípios na sua área de cobertura. Os investimentos contemplam eficiência energética, melhorias em estações de tratamento de esgoto e ampliação de sistemas de esgotamento sanitário em cidades de pequeno e médio porte. 

Balanço – No último balanço divulgado pela companhia, referente ao terceiro trimestre de 2018, a Copasa informou que, no acumulado até setembro daquele ano, os investimentos somaram R$ 512 milhões, 43% a mais que em igual período de 2017, quando aportes somaram R$ 358 milhões. Esses números consideram ainda os aportes da Copasa Serviços de Saneamento Integrado do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Copanor).

Considerando só os investimentos da Copasa, R$ 199 milhões foram alocados em sistemas de abastecimento de água, R$ 267 milhões em sistemas de esgotamento sanitário e R$ 17 milhões em programas de desenvolvimento empresarial e operacional de janeiro a setembro de 2018.

Ao final desse mesmo período, a Copasa, incluindo sua controlada Copanor, detinha 4,3 milhões de ligações de água e 2,8 milhões de esgoto. A rede distribuidora de água da companhia somou 53,6 mil quilômetros de extensão e a rede coletora de esgoto, 27,9 mil quilômetros. 

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!