COTAÇÃO DE 26/10/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,5720

VENDA: R$5,5730

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,5900

VENDA: R$5,7230

EURO

COMPRA: R$6,4654

VENDA: R$6,4683

OURO NY

U$1.793,01

OURO BM&F (g)

R$321,20 (g)

BOVESPA

-2,11

POUPANÇA

0,3575%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia

Data driven: gestão guiada por dados vira tendência no setor industrial

COMPARTILHE

Inteligência artificial - Data driven
Inteligência artificial, inovação tecnológica e programas de aceleração digital são as novas prioridades do setor industrial de Minas | Crédito: Pexels

Você já ouviu falar em Data driven? Essa é uma nova metodologia de mercado orientada a dados, o que significa atuar com decisões baseadas em registros de informações e que agilizem o entendimento das bases, podendo cruzá-las, explica a cofundadora e CEO da empresa AI ROBOTS, Luma Boaventura Favarini.

“São ferramentas de visualização didáticas e com técnicas de inteligência artificial que aperfeiçoam o trabalho em grandes volumes de dados”, reforça.

PUBLICIDADE

Segundo Luma Favarini, o objetivo das empresas em trabalhar com Data driven é melhorar o mecanismo de cobertura dos empreendimentos. “Para o melhor entendimento de como tratar os dados, metodologias como design thinking são muito úteis para desdobrar e priorizar a visualização e o conhecimento de quais técnicas serão mais adequadas para que as informações sejam inteligíveis”, salienta.

Conforme o Sebrae Minas, esses dados oferecem uma análise de cenário, baseada em informações que foram reunidas a partir do comportamento ou opinião do empreendedor ou empresário, oferecendo mais chances de acertar na tomada de decisão do que se basear em “achismos”.

Para os empreendedores e indústrias que aderem a esse diferencial à cultura, o Data driven consegue se antecipar e agilizar decisões assertivas.  Antes de qualquer decisão estratégica, são extraídos conhecimentos dos dados para transformá-los em ações.

Data driven e a indústria 4.0

Inteligência artificial, inovação tecnológica e programas de aceleração digital são as novas prioridades do setor industrial de Minas, e em todo Brasil, apoiadas pela Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg), a qual criou o programa Fiemg Lab 4.0 para catalisar a interação com startups no fomento de soluções e projetos para vários segmentos.

Conforme dados da Fiemg Lab. 4.0, cerca de 76 indústrias contrataram 25 startups de Minas desde 2020, fazendo circular no Estado cerca de R$ 30 milhões em negócios no exercício anterior.  

Segundo a gerente de Aceleração de Negócios e Ecossistemas do programa Fiemg Lab 4.0, Gabriella Sant’anna, a inteligência artificial é uma tendência em múltiplos mercados.

“É um movimento global, e na indústria está caminhando muito bem. Aqui no Brasil, em Minas Gerais, estão sendo feitos diversos testes, principalmente, na área da saúde, segurança, manutenção e predição. Então, a inteligência artificial abre vários caminhos, não somente para a utilização de dados, mas com imagens, tomadas de decisões, identificação de falhas e uma série de opções e possibilidades”, explica.

Ainda conforme informações de Sant’anna, as startups são peças fundamentais para fazer essa ponte entre as indústrias e as inovações tecnológicas. “Temos várias startups mineiras que buscam resolver problemas complexos na indústria com a inteligência artificial”, salienta.

Luma Favarini explica que as indústrias conhecidas como  “indústria 4.0” são as que aplicam as tecnologias habilitadoras que permitem a otimização de processos, automação de atividades e eficiência produtiva.  “Não há substituição de mão de obra humana, mas sim uma adequação da tecnologia para a eficácia da produtividade”, salienta.

Luma Favarini, CEO da AI ROBOTS | Crédito: Divulgação

A CEO da AI ROBOTS esclarece que todos os setores podem adotar a cultura Data driven. “A gestão inteligente orientada a dados tem sido adotada, principalmente, em segmentos como varejo omnichannel, financeiro, saúde, construção e indústria. Aqui na AI ROBOTS, por exemplo, temos cases de aplicação de dados com manutenção preditiva, robótica e visão computacional para otimização de análises, redução de riscos de acidentes, otimização e automação de processos e economia circular, dentro do contexto da indústria 4.0, em empresas como Ambev, Usiminas, Suzano e Novo Nordisk”, conta.

Para a CEO, a adoção da cultura orientada a dados é uma tendência e as empresas vão adotá-la em peso, aplicando tecnologias emergentes e habilitando impacto positivo nos contextos de Economia Circular, Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU) e nos eixos Ambientais, Sociais e de Governança (ASG).

AI ROBOTS

Como exemplo dessa tendência, com pouco mais de um ano no mercado, a startup AI ROBOTS conquistou um contrato de investimento com a Timenow. A empresa é referência nacional em gerenciamento de projetos industriais e atende grandes indústrias como: Braskem, Suzano, Vale, ArcelorMittal, Klabin, Adama, Bayer, Grupo Boticário, entre outras.

A AI ROBOTS também  faz parte do Programa Fiemg Lab 4.0, tendo realizado mais de 50 conexões com as indústrias dentro do programa de aceleração, o que foi essencial para o crescimento da startup no ano de 2021.

“A startup possui convênio de desenvolvimento com o Laboratory of Systems Engineering and Robotics (Laser) da Universidade Federal da Paraíba e é acelerada pela Microsoft, no Brasil, com os Programas WE Impact e WE Ventures, os quais apoiam o empreendedorismo feminino, fazendo parte do Programa Microsoft for Startups”, esclarece Luma Favarini.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!