COTAÇÃO DE 16 A 18/10/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,4540

VENDA: R$5,4540

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,4700

VENDA: R$5,6130

EURO

COMPRA: R$6,3181

VENDA: R$6,3210

OURO NY

U$1.767,23

OURO BM&F (g)

R$309,68 (g)

BOVESPA

+1,29

POUPANÇA

0,3575%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia

Duplicação da BR-135, em Bocaiuva, terá investimento de R$ 442 milhões

COMPARTILHE

BR-135 também passará por ampliação e pavimentação | Crédito: Divulgação/Eco135

O governador Romeu Zema participou, nesta sexta-feira, em Bocaiuva, do anúncio de duplicação de 136 quilômetros da BR-135, com investimento de R$ 442 milhões pela empresa que administra a via. O trecho que passa pelo município é um dos incluídos na obra.

A BR-135 também passará por ampliação e pavimentação, com 55 quilômetros de faixas adicionais. Ao todo, a previsão é de que sejam investidos R$ 1 bilhão até 2023.

PUBLICIDADE

O governador ressaltou a importância da rodovia para a região Norte e para o desenvolvimento de todo o Estado.

“Essa rodovia é fundamental para que Minas se desenvolva. É um modelo que queremos. A Secretaria de Infraestrutura já está encaminhando o projeto de concessão de outros lotes de rodovias, e que esse aqui sirva como modelo. Por que um estado que tem sérias deficiências financeiras, como é o caso de Minas Gerais, vai depender de concessões e parcerias com a iniciativa privada para ter bons trechos e rodovias”, disse.

Com 363,95 quilômetros de extensão, a BR-135 tem início nas proximidades de Curvelo e vai até Montes Claros, ligando o Centro ao Norte de Minas. As obras devem gerar cerca de 1,3 mil empregos indiretos a partir deste ano. A expectativa é de que pelo menos 11 cidades sejam beneficiadas diretamente com as intervenções.

Sustentabilidade

O secretário de Estado de Infraestrutura e Mobilidade, Fernando Marcato, destacou que o projeto foi desenvolvido de forma sustentável para preservar o meio ambiente.

“Recebemos a orientação do governador para que a infraestrutura não conflita com o meio ambiente e desenvolvimento. Ninguém faz uma obra dessa se não respeitar o meio ambiente, o social, a governança, o padrão ético de qualidade. Isso é diretriz. É possível conciliar infraestrutura e meio ambiente”, afirmou.

O diretor-superintendente da Eco135, que administra a rodovia, Marcelo Bevilaqua, disse que a obra vai utilizar materiais recicláveis para reduzir o impacto ambiental. “Vamos reciclar o pavimento e utilizar também o asfalto borracha, com 500 pneus por km asfaltado”, disse.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!