Mais de 300 empresas já se cadastraram na iniciativa, que deve promover ofertas para os consumidores entre os dias 6 e 15 de setembro

Com o objetivo de aquecer a economia no mês de setembro, o governo federal criou a Semana do Brasil, que tem mobilizado empresas e entidades em todo o país. A iniciativa, que acontece entre 6 e 15 de setembro, tem o apoio da Fecomércio-MG e dos seus sindicatos filiados e conveniados que, juntos, representam mais de 720 mil empresas do setor terciário do Estado.

A Semana do Brasil tem como inspiração o varejo norte-americano, que costuma realizar promoções em feriados nacionais históricos. Nesse caso específico, a data vai coincidir com o feriado da Independência do Brasil, no dia 7 de setembro.

O economista-chefe da Federação, Guilherme Almeida, acredita que, assim como acontece na Black Friday, os empresários terão mais uma oportunidade de movimentar os negócios e estimular o turismo interno por meio de ofertas, promoções e descontos exclusivos.

“A iniciativa tende a estimular o comércio em um período que, normalmente, o consumo diminui em vários segmentos de mercado”, avalia.

De acordo com o governo federal, mais de 300 empresas já se inscreveram na campanha e a expectativa dos organizadores é que o evento entre para o calendário das datas importantes do segundo semestre.

Quem ainda deseja participar precisa se cadastrar no site da Semana do Brasil para fazer o download do selo e ter acesso ao manual de identidade visual e aos materiais de divulgação.

Turismo – Além dos comerciantes, o setor hoteleiro também deve aderir à Semana do Brasil, com promoções de estímulo ao turismo interno. Dessa forma, o governo federal pretende usar a isenção de visto concedida recentemente a quatro países – Austrália, Canadá, Estados Unidos e Japão – como um diferencial para promover os destinos brasileiros no exterior.