A primeira brassagem em Uberaba será de 110 mil litros de cerveja da marca Itaipava | CRÉDITO: DIVULGAÇÃO

Com investimento superior a R$ 1 bilhão, a nova fábrica do Grupo Petrópolis, instalada em Uberaba, no Triângulo Mineiro, deu início à produção de cervejas. A primeira brassagem será de 110 mil litros da marca Itaipava e a bebida será envasada nos próximos dias, de acordo com o tempo de maturação. Iniciadas em maio de 2019, as obras tiveram duração de pouco mais de um ano.

A unidade de Minas Gerais será a maior de todas as plantas industriais do grupo. Com capacidade de produção de 9 milhões de hectolitros de cerveja por ano, serão gerados, ao todo, 600 empregos diretos e as linhas terão capacidade para produzir 256 mil latas por hora e 120 mil garrafas por hora.

Quando do anúncio do investimento, a empresa justificou a escolha de Uberaba por questões como qualidade e abundância da água, fornecimento de energia elétrica de alta tensão e logística rodoviária como pontos primordiais para a instalação da cervejaria. “Outro ponto importante que justifica uma cervejaria no Estado, é a questão logística por conta do barateamento do frete e fiscal e tributária, visto que o produto ficará mais competitivo por conta de menores taxas de impostos interestaduais”, disse a empresa na época.

Atualmente, a cerveja do Grupo Petrópolis vendida em Minas Gerais é produzida pelas unidades de Boituva (SP), Petrópolis e Teresópolis (RJ).

Vale ressaltar que este é o maior investimento recebido por Uberaba nos últimos 40 anos, desde a instalação da Fosfértil, adquirida pela Vale em 2010. De acordo com protocolo de intenções assinado com o município em abril do ano passado, a empresa se instalaria em um terreno de 1 milhão de metros quadrados.

Fundado na cidade de Petrópolis, região serrana do Rio de Janeiro, o Grupo Petrópolis é a maior empresa com capital 100% nacional do setor. Produz cervejas, bebidas alcoólicas e não alcoólicas. Com sete fábricas em operação, o grupo é responsável pela geração de aproximadamente 26 mil empregos diretos.

O grupo está presente em quase todo o território nacional, por meio de sete fábricas localizadas em Petrópolis (RJ), Teresópolis (RJ), Boituva (SP), Bragança Paulista (SP), Rondonópolis (MT), Alagoinhas (BA) e Itapissuma (PE), além dos centros de distribuição.

A empresa fabrica as marcas de cerveja Crystal, Lokal, Itaipava, Black Princess, Petra e Weltenburger, os energéticos TNT Energy Drink e Magneto, o isotônico Ironage, as vodkas Blue Spirit Ice e Nordka e a água Petra.

Quando anunciou o investimento, no ano passado, o prefeito de Uberaba, Paulo Piau (PMDB), enalteceu os impactos econômicos locais, a começar pela geração de empregos no período de obras e na operação. Ele também citou os impostos que serão gerados a partir não somente da própria empresa, mas de toda a cadeia produtiva. E a visibilidade que o investimento proporcionaria à região. “Os investimentos em fábricas de adubos e fertilizantes são importantes, mas estes produtos não vão para prateleiras de supermercados”, disse o prefeito, em tom de brincadeira.