COTAÇÃO DE 14/05/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,2710

VENDA: R$5,2710

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,2700

VENDA: R$5,4330

EURO

COMPRA: R$6,3961

VENDA: R$6,3990

OURO NY

U$1.843,90

OURO BM&F (g)

R$311,62 (g)

BOVESPA

+0,97

POUPANÇA

0,2019%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia

IGP-10 tem salto em março impulsionado por combustíveis

COMPARTILHE

POR

combustíveis
Crédito: Charles Silva Duarte / Arquivo DC

São Paulo – O Índice Geral de Preços-10 (IGP-10) passou a subir 2,99% em março, depois de registrar em fevereiro avanço de 2,97%, uma vez que uma leve desaceleração na inflação ao produtor foi compensada por avanço na taxa dos preços ao consumidor, com destaque para o comportamento dos combustíveis.

Dados divulgados nesta terça-feira pela Fundação Getulio Vargas (FGV) mostraram que o índice agora acumula alta de 7,47% no ano e de 31,16% em 12 meses.

PUBLICIDADE

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que mede a variação dos preços no atacado e responde por 60% do índice geral, passou a subir em março 3,69%, de uma alta de 3,90% no mês anterior.

O grupo Matérias-Primas Brutas desacelerou fortemente sua alta a 3,03% em março, após registrar avanço de 6,23% no mês anterior, refletindo a redução nas taxas de variação de produtos como soja e milho em grãos e bovinos.

Diesel e gasolina

Ainda assim, o movimento do IPA foi compensado em parte pela alta dos combustíveis. “Os aumentos autorizados para diesel (5,56% para 22,06%) e gasolina (12,68% para 23,04%) nas refinarias estão influenciando o resultado do índice ao produtor. Nesta apuração, tais combustíveis responderam por 21% do resultado do IPA”, disse em nota André Braz, coordenador dos Índices de Preços.

Já o Índice de Preços ao Consumidor (IPC-10), que responde por 30% do índice geral, acelerou alta no mês a 0,71%, diante de um avanço de 0,35% em fevereiro.

“No IPC, a gasolina (3,21% para 8,52%), principal influência do indicador, respondeu por 63% do resultado da inflação ao consumidor”, disse Braz. O grupo Transportes subiu 2,97%, após avançar 1,09% na leitura anterior.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) teve aumento de 1,96% no período, depois de 0,98% em fevereiro.

O IGP-10 calcula os preços ao produtor, consumidor e na construção civil entre os dias 11 do mês anterior e 10 do mês de referência.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!