COTAÇÃO DE 17/09/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,2820

VENDA: R$5,2820

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,3100

VENDA: R$5,4500

EURO

COMPRA: R$6,2293

VENDA: R$6,2322

OURO NY

U$1.754,86

OURO BM&F (g)

R$298,96 (g)

BOVESPA

-2,07

POUPANÇA

0,3012%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia Economia-destaque
Para Bernardes, setor precisa diversificar atendimento | Crédito: Elias Gomes Fotografia
Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

A indústria de joias e bijuterias de Minas Gerais vai encerrar o ano com perdas. O fechamento prolongado das lojas para conter o avanço da pandemia, aliado à crise econômica prejudicaram as vendas. Mesmo com dificuldades, o setor está se preparando para reerguer, buscando por capacitações e diversificação das formas de atendimento. Para 2021, as expectativas são de um ano melhor que 2020. A possibilidade de vacinação contra a Covid-19 e a retomada econômica serão fundamentais para um melhor desempenho.

De acordo com o presidente do Sindicato das Indústrias de Joalherias, Ourivesarias, Lapidações e Obras de Pedras Preciosas, Relojoarias, Folheados de Metais Preciosos e Bijuterias no Estado de Minas Gerais (Sindijoias-MG), Manoel Bernardes, a entidade não calcula o índice de queda registrado nas vendas estaduais do segmento, mas o impacto foi forte.

PUBLICIDADE

“Este ano foi particularmente difícil para o nosso setor. Várias razões afetaram o desempenho. Ficamos com as lojas fechadas por muito tempo, talvez pelo maior período no País. Além disso, existe uma maior dificuldade de vender as joias pelo comércio eletrônico. O consumidor não tem o hábito e também pelo maior valor agregado, o que dificulta a migração rápida das vendas físicas para as digitais”.

Ainda segundo Bernardes, o ouro, por ser um ativo de proteção de investimentos em períodos de crises, como a sanitária e econômica provocada pela pandemia de Covid-19, ficou muito valorizado. A alta nos preços elevou os custos e encareceu o produto final, inibindo o consumo.

“A alta no preço do ouro associada à desvalorização acelerada do real frente ao dólar interferiu no custo das matérias-primas, o que gerou um aumento no valor final dos produtos, impactando de forma negativa a venda. A retomada vem acontecendo, mas as incertezas fazem com que os consumidores priorizem os bens duráveis e de primeira necessidade. Nosso setor é o primeiro a sentir os impactos de uma crise e o último a se recuperar”.

Outro fator que limitou as negociações foram as feiras de joias, que foram canceladas em todo o mundo. Mesmo com as dificuldades, Bernardes explica que o Sindijoias-MG, junto à Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), tem feito diversas ações para ajudar e orientar os empresários do setor.

“Estamos trabalhando duro e nos dedicando para que 2021 seja um ano voltado para a capacitação financeira dos empresários. Também vamos discutir os mercados. Estamos elaborando planos e projetos para ajudar as empresas a superarem as dificuldades”.

Tendências – Para 2021, a estimativa é de um ano melhor. A possibilidade de controle da pandemia com a vacinação pode favorecer as vendas e a volta das feiras. Além disso, também há uma expectativa de recuperação da economia mundial.

Em relação aos custos, o preço do ouro tende a cair, uma vez que outras formas de investimentos voltarão a se tornar mais seguras, caso a pandemia seja controlada. “A volta do setor tem que ser baseada em uma reestruturação da gestão, aumento da digitalização e na busca por canais alternativos de vendas. Sem esses três pontos, será difícil encontrar lugar em um mundo mais restrito e competitivo”, disse.

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!