COTAÇÃO DE 14/05/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,2710

VENDA: R$5,2710

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,2700

VENDA: R$5,4330

EURO

COMPRA: R$6,3961

VENDA: R$6,3990

OURO NY

U$1.843,90

OURO BM&F (g)

R$311,62 (g)

BOVESPA

+0,97

POUPANÇA

0,2019%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Minas Gerais terá o primeiro cinema sustentável do País

COMPARTILHE

A rede de cinemas Cine A, sediada em Pouso Alegre (Sul de Minas), vai inaugurar, no próximo mês, em Itajubá (na mesma região), o primeiro cinema sustentável do País. O empreendimento tem captação e reaproveitamento de água da chuva, usina solar para geração de energia fotovoltaica, além de espaços que incentivam o uso da bicicleta, descarte do lixo eletrônico e recarga de carros elétricos.

O complexo é composto por quatro salas, somando cerca de 700 lugares, dois restaurantes, academia ao ar livre, estacionamento, espaço para prática de yoga, slackline, meditação e dança e consumiu investimento de R$ 10 milhões.

PUBLICIDADE

De acordo com o gerente de marketing da Cine A, Fábio Sales, a escolha de Itajubá se deu pelo tamanho da cidade – cerca de 96 mil habitantes, de acordo com estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para 2018 -, e também pelo perfil do município considerado um polo educacional e de tecnologia. O complexo tem 4.058 metros quadrados de área construída.

“Já tínhamos tentado abrir uma unidade na cidade atrelada a um shopping que seria aberto, mas a operação não foi pra frente. Agora encontramos uma situação ideal. O fundador da Cine A conheceu o prefeito da cidade e o projeto de criar em um espaço junto ao Largo Municipal uma área de serviços e cultura. Foi a chance para nos voltarmos para um projeto que tínhamos muita vontade de fazer, um cinema de rua”, relembra Sales.

Assim, a prefeitura fez a doação do terreno e a rede entrou com o investimento. A previsão é de que sejam gerados entre 30 e 50 empregos diretos no auge da operação. Ao longo da obra, mais de 200 profissionais fizeram parte do projeto.

A usina solar terá capacidade para gerar 24 mil KWH/mês, quantidade suficiente para abastecer todo o complexo. A energia sustentável e limpa é produzida através da irradiação solar. As células fotovoltaicas presentes nos semicondutores interligados das placas geram partículas de energia quando expostas à luz. O sistema pode funcionar mesmo com baixa irradiação solar. A usina do Cine A Itajubá é certificada internacionalmente (LEED).

Para o reaproveitamento da água da chuva simultâneo à água de reúso está em implantação um sistema de cisternas. A unidade de Itajubá terá capacidade de armazenamento plena de até 40 mil litros de água, o que representará uma economia de até 50% do recurso hídrico potável necessário para o seu abastecimento.
Uma das salas conta com tecnologia 3D, que reforça da percepção de profundidade para o espectador. E outra com a tecnologia 4K, que garante telas com resolução de 3840×2160 quatro vezes mais resolução que o full HD. Elas também contam com o sistema de som Dolby Atmos.

Atualmente, a rede conta com unidades localizadas nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Pará. “Vamos agora nos concentrar na consolidação da unidade de Itajubá. Nosso projeto é que depois disso possamos investir em outras unidades de rua.

Acreditamos que esse seja o modelo ideal, porque não ficamos presos ao desempenho dos shoppings. Também cremos no nosso papel diante de um mundo que exige responsabilidade ambiental. Queremos repetir a experiência de Itajubá nos nossos próximos empreendimentos. Por hora vamos continuar com o plano de reforma das atuais unidades que já está em andamento”, completa o gerente de marketing da rede Cine A.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!