COTAÇÃO DE 26/11/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,5950

VENDA: R$5,5960

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6300

VENDA: R$5,7570

EURO

COMPRA: R$6,3210

VENDA: R$6,3222

OURO NY

U$1.792,60

OURO BM&F (g)

R$322,88 (g)

BOVESPA

-3,39

POUPANÇA

0,4620%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia

Minas registra saldo de 29 mil empregos formais

COMPARTILHE

O superávit de empregos com carteira assinada em Minas Gerais no acumulado do ano chegou a 290.082 vagas | Foto: Valdecir Galor/SMCS

Minas Gerais manteve o ritmo de geração de emprego em setembro e abriu 29.029 novos postos de trabalho. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério do Trabalho e Previdência, ao todo foram 186.711 admissões e 157.682 demissões no último mês no Estado. O grupo de serviços puxou o desempenho do mês, enquanto a agropecuária foi o único setor com saldo negativo, em função do término da colheita da safra de café.

Com o resultado, no acumulado de 2021, Minas já soma 290.082 postos criados oriundos da contratação de 1,599 milhão de pessoas e desligamentos de outras 1,309 milhão. Tanto no mês quanto no ano, o Estado manteve a segunda colocação na geração de vagas em todo o País, ficando atrás apenas de São Paulo. Em âmbito nacional, o saldo do mercado de trabalho foi de 313.902 empregos no último mês e 2,512 milhões de vagas no acumulado do ano.

PUBLICIDADE

Na avaliação da diretora de Monitoramento e Articulação de Oportunidade de Trabalho da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), Amanda Siqueira Carvalho, os números registrados pelo Caged mostram a tendência de expansão do mercado de trabalho formal de Minas Gerais.

“A ampliação da vacinação trouxe a diminuição das incertezas, permitindo o retorno gradual das atividades de produção e de consumo, o que promoveu a recuperação econômica em diversos setores, principalmente o de serviços e o da indústria”, observa.

Setores

Mais uma vez, o setor de serviços foi o que mais gerou empregos em Minas Gerais. Em setembro, 16.463 novos postos. De acordo com os dados do Caged, a maior parte das vagas foi atribuída ao subsetor de informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas, seguido pelo grupo de administração pública, defesa, seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais.

O comércio também se destacou com 5.924 empregos gerados no Estado no último mês.

Para o economista-chefe da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio-MG), Guilherme Almeida, os setores estão liderando a geração de emprego no Estado devido ao fato de terem sido os que mais sentiram os efeitos da pandemia no último ano, tanto pela limitação de funcionamento quanto pela redução do fluxo de consumidores. Naquele momento, muitas empresas fecharam suas portas ou remanejaram suas estruturas operacionais. Agora, a geração de postos de trabalho formais sinaliza uma melhora da saúde financeira dessas empresas.

Existe uma perspectiva positiva para o fim de ano. Há fatores históricos que mostram elevação da demanda, datas comemorativas com fluxo maior de comemoração, o que eleva também a necessidade de mão de obra para atender esse incremento. Temos ainda a injeção de renda proporcionada pelo pagamento do 13º salário que acaba movimentando ainda mais a economia, que torna o ambiente ainda mais favorável”, justifica.

De toda maneira, o especialista lembra que os dados se referem apenas ao mercado formal e que ainda existe grande preocupação com os informais e com as pessoas que permanecem fora do mercado de trabalho. “O desemprego ainda se encontra elevado”, alerta.

Por fim, na divisão por setores no Estado, a indústria contribuiu com 6.719 empregos no último mês. Apenas na indústria de transformação foram 5.798 vagas. Além disso, a construção civil gerou 2.284 postos de trabalho em setembro e a agropecuária teve saldo negativo de 2.361 – em função do término da colheita da safra de café.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!