COTAÇÃO DE 23 A 25/10/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6270

VENDA: R$5,6270

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6730

VENDA: R$5,8030

EURO

COMPRA: R$5,6730

VENDA: R$5,6750

OURO NY

U$1.792,47

OURO BM&F (g)

R$327,87 (g)

BOVESPA

-1,34

POUPANÇA

0,3575%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia zCapa

Parque tecnológico de Juiz de Fora terá um novo edital até dezembro

COMPARTILHE

A Universidade Federal de Juiz de Fora possui recursos para 1ª fase do PCTJFR | Crédito: Divulgação

Daniel Vilela

Após 15 anos de negociações, trâmites e embargos, a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) anunciou a retomada do projeto de construção do Parque Científico e Tecnológico de Juiz de Fora e Região (PCTJFR). Iniciado em 2005, o projeto visa promover parcerias entre pesquisadores e empresas para o desenvolvimento de tecnologia.

PUBLICIDADE

A publicação de um novo edital está prevista para dezembro deste ano, mas segundo o diretor de inovação da UFJF, Ignácio Delgado, é possível que ainda em novembro o edital esteja disponível. “O edital é para a construção da sede administrativa do PCTJRF, e ainda prevê a contratação de uma consultoria para a prospecção de empresas parceiras e desenho da estrutura de governança do Parque”, explica Delgado.

De acordo com a universidade, já estão disponíveis R$ 3,5 milhões em recursos da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) para a construção da sede administrativa e a contratação de consultoria. A UFJF ainda vai complementar com um aporte de R$ 900 mil. Ao todo, a primeira parte do projeto do Parque Tecnológico conta com cerca de R$ 5 milhões em recursos.

A sede administrativa será construída dentro do campus da universidade. Anteriormente, o plano era construir a sede e o Parque em um terreno próximo à BR-040 adquirido pela UFJF. “A história (do Parque) é tortuosa. O TCU embargou o edital para a realização de obras de infraestrutura do terreno. Eles alegaram sobrepreço de materiais e afirmaram que não poderia haver um edital único para as obras de infraestrutura e de edificação”, relata o diretor de inovação da universidade.

Delgado explica que, por enquanto, o terreno próximo à BR-040 não será utilizado. “A sede administrativa vai ser no campus e vamos instalar unidades no Distrito Industrial de Juiz de Fora. Mas a área original da BR-040 pode ser cedida contanto que as empresas interessadas se disponham a arcar com os custos das obras de infraestrutura”.

“Já está em andamento a instalação de uma usina experimental de biodiesel em parceria com a empresa inglesa GreenFuel. Será um projeto inovador com a produção de biodiesel a partir do óleo de macaúba”, revela Delgado. “Também estamos negociando com a MRS e com a Unimed Juiz de Fora”.

Ainda de acordo com o diretor de inovação da UFJF, novos recursos irão surgir à medida que novas parcerias sejam formadas entre universidade e empresas. 

A sede administrativa será construída dentro do campus da UFJF. Anteriormente, o plano era construir a sede e o Parque em um terreno próximo à BR-040 adquirido pela UFJF, disse Delgado | Crédito: DIVULGAÇÃO / UFJF

Desenvolvimento – Juiz de Fora possui uma localização estratégica, próxima a grandes centros como Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte. Nas primeiras décadas do século XX, a cidade era responsável por cerca de 70% da arrecadação do Estado de Minas Gerais. Atualmente, apesar de possuir um parque industrial significativo, os investimentos feitos por grandes empresas no município estão estagnados.

“Esse Parque é um sonho há muito tempo para toda a Zona da Mata. Ele vai trazer desenvolvimento, novas tecnologias. A Zona da Mata esta sofrida, tem sido esquecida em termos de instalações de novas indústrias, precisamos desse empurrão”, diz o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) Regional Zona da Mata, Heveraldo de Castro.

Castro ainda afirmou que a Fiemg buscará trabalhar para trazer a participação do poder público no projeto de construção do Parque Tecnológico. “Temos chances de trazer o governo para esse projeto de desenvolvimento. Em breve teremos um novo prefeito, e vamos trabalhar com ele para desenvolver esse projeto”, complementa.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!