COTAÇÃO DE 24/05/2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$4,8120

VENDA: R$4,8120

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$4,8900

VENDA: R$4,9960

EURO

COMPRA: R$5,1664

VENDA: R$5,1690

OURO NY

U$1.866,41

OURO BM&F (g)

R$289,06 (g)

BOVESPA

+0,21

POUPANÇA

0,6667%

OFERECIMENTO

Economia

Produção da Anglo American cresceu 22%

COMPARTILHE

Crédito: Ronaldo Guimarães - Anglo American

A produção da Anglo American no sistema Minas-Rio, em Conceição do Mato Dentro, no Médio Espinhaço, foi de 6,1 milhões de toneladas de minério de ferro no terceiro trimestre de 2021. O volume representa avanço de 22% em relação ao mesmo período de 2020, quando foram produzidas 4,9 milhões de toneladas. Se comparado ao trimestre anterior, em que o total produzido foi de 5,8 milhões de toneladas, o aumento foi de 4%. 

Segundo a mineradora, o resultado alavancou a produção global do produto no grupo Anglo American em 15% na mesma base de comparação. Ao todo foram 16,9 milhões de toneladas no terceiro trimestre deste ano, o que representa uma alta de 15% frente ao mesmo período do ano anterior.

PUBLICIDADE




A expectativa da empresa é produzir 24 milhões de toneladas de minério de ferro no Brasil até o final deste ano.

Já na operação de níquel da empresa, localizada em Goiás, a produção do trimestre foi de 10,4 mil toneladas, um aumento de 2% em relação ao mesmo período de 2020, quando foram produzidas 10,2 mil toneladas. O crescimento aparentemente tímido pode ser explicado pelo fato de as plantas de Barro Alto e Niquelândia serem extremamente estáveis, devido ao seu longo tempo de operação.

Comparando com a produção do segundo trimestre de 2021, de 10,6 mil toneladas, houve uma ligeira queda de 2%. Até o fim deste ano, a companhia espera atingir uma produção entre 42 e 44 mil toneladas em Goiás.

Paralelamente, a mineradora segue investindo na operação e manutenção do sistema Minas-Rio. Para 2021 estavam previstos de US$ 200 milhões a US$ 250 milhões e, até o sexto mês havia sido investido US$ 180 milhões, montante que deverá chegar a US$ 220 até o fim do exercício.

PUBLICIDADE




“O Minas-Rio vem consolidando seu processo de ramp-up rumo ao volume nominal de produção de 26,5 milhões de toneladas de minério de ferro ao ano. Esse ano devemos ficar entre 24 e 25 milhões de toneladas e no ano que vem dar mais um salto”, disse o CEO da subsidiária brasileira, Wilfred Bruijn, em entrevista do DIÁRIO DO COMÉRCIO, em julho.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!