Crédito: Divulgação

O consórcio IP Minas vai investir R$ 90 milhões, em 30 anos, na iluminação pública de Ribeirão das Neves, município localizado na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), por meio de uma Parceria Público-Privada (PPP).

Além disso, o negócio, composto pelas empresas Quantum Engenharia, de Santa Catarina, e FortNort Desenvolvimento Ambiental e Urbano, de São Paulo, vai desembolsar mais R$ 140 milhões, ao longo do tempo, com despesas de manutenção. A ordem de serviço será liberada nesta segunda-feira (16).

O IP Minas venceu o certame com o lance de R$ 717.867,50 mensais, valor inferior de 33,5% ao inicial, estipulado em R$1.079.500. Nove empresas concorreram no leilão. Ficará a cargo do consórcio a modernização da iluminação do município. Ao todo, 26 mil pontos de luz serão substituídos por luminárias de LED. Haverá, ainda, uma ampliação do parque, que passará de 26 mil pontos de iluminação para 39 mil.

“Além disso, todas as lâmpadas do município contarão com um equipamento de controle telegestão, que dará a possibilidade de a própria empresa detectar postes apagados e iluminá-los novamente em um prazo de 24 horas. Cabos, postes, entre outros, que não estiverem em boas condições, também serão trocados”, explica o gerente de novos negócios da Quantum Engenharia, Alex Novais.

Modernização O secretário municipal de administração de Ribeirão das Neves, Túlio Raposo, conta que, já em 2017, começou-se a pensar em modernização da iluminação pública da cidade que, segundo ele, conta com uma tecnologia ultrapassada. Esse fator, inclusive, lembra o secretário, influencia em um consumo exagerado, sem com isso oferecer a luminosidade mais adequada para os cidadãos, em questão de segurança e bem-estar.

“O município não conseguiria custear algo com um valor tão alto, então partimos para a ideia de PPP”, diz Túlio Raposo. “Essa é uma forma moderna de fazer gestão pública, trazendo o setor privado para dentro do público e trazendo recursos para a cidade”, destaca ele.

Com a parceria, a conta de energia ficará a cargo da concessionária, destaca Raposo, mas as estimativas são de que haja uma redução de 46% do valor, de acordo com ele. “As praças terão uma iluminação mais moderna e mais bonita. Além disso, os edifícios da cidade passarão por uma iluminação de arte”, salienta o secretário municipal de administração de Ribeirão das Neves. Ele acrescenta, ainda, que regiões mais iluminadas contribuem para a diminuição da criminalidade.

Alex Novais, da Quantum Engenharia, ressalta, também, que haverá o atendimento aos índices normativos e que é obrigação do consórcio atender a norma NBR 5101, que estabelece as condições mínimas fundamentais para a iluminação pública. “É importante que todas as ruas estejam dentro dessa norma”, sinaliza ele.