Missão aos Emirados Árabes Unidos

Conteúdo Patrocinado / Publicitário

Sustentabilidade e riquezas culturais e econômicas são temas do Espaço Minas na Expo Dubai

Governador Romeu Zema inaugurou exposição e ressaltou a importância da integração entre setor público e iniciativa privada para apresentar o Estado para o mundo
Flávio Roscoe, presidente da FIEMG, e Romeu Zema, governador de Minas Gerais, inauguraram o espaço Minas na Expo Dubai | Crédito: Isabella Lacerda/Divulgação Governo de Minas Gerais
Flávio Roscoe, presidente da FIEMG, e Romeu Zema, governador de Minas Gerais, inauguraram o espaço Minas na Expo Dubai | Crédito: Isabella Lacerda/Divulgação Governo de Minas Gerais

Cultura, história, gastronomia, turismo, mineração, força industrial, sustentabilidade, tecnologia e inovação. Essas são algumas das riquezas de Minas mostradas ao mundo sob várias formas na Expo Dubai, evento universal que acontece nos Emirados Árabes Unidos.

Além de uma delegação de peso, com representantes dos principais setores industriais e empresariais da economia mineira, o Estado também demonstra suas potencialidades por meio da exposição “Minas, Nossa Riqueza, Nossa Força e Nosso Futuro”, realizada pela Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) em parceria com o Governo de Minas, aberta ao público nesta quarta-feira (8), no Pavilhão Brasil da Expo Dubai, e que se encerra no próximo dia 25.

“Minas Gerais tem muito para mostrar ao mundo, começando pela qualidade da nossa indústria, parte importante da capacidade empreendedora de Minas Gerais. Nosso Estado, ao longo dos anos, investiu muito no ser humano, e isso é mostrado aqui”, afirmou o presidente da Fiemg, Flávio Roscoe, na abertura do evento, que contou com a presença do governador Romeu Zema.

Zema enfatizou a integração entre a missão empresarial e do governo. “É fundamental ter essa presença em todo o mundo. Mas, pra mim, é uma satisfação muito grande saber que estamos fazendo esse trabalho em conjunto, governo e iniciativa privada”, destacou.

“Esse espaço Minas Gerais vem fazer exatamente isso. Trazer para o mundo a visão do potencial que Minas tem”, afirmou Claudia Tonussi, sócia-diretora da Tacom. Já para o CEO da CBMM, Eduardo Galvão, “Minas Gerais tem energia, tem água, alimentos, tem recursos naturais. É muito importante participar da Expo e mostrar o que temos em Minas”.

O Pavilhão Brasil fica no setor Sustentabilidade, uma das três vertentes da Expo Dubai nesta edição. As outras duas vertentes da exposição são Mobilidade e Oportunidade.

Presente em diversos setores da economia mineira, sustentabilidade é exatamente um dos focos da imagem que o Estado oferece aos investidores e empreendedores de várias partes do mundo que passam pela Expo Dubai ou a acompanham de forma virtual.




Um dos destaques nesse sentido é a produção industrial, marcada por investimentos em inovações tecnológicas mitigadoras das emissões de CO2, pela oferta de energias limpas e renováveis, e pelo desenvolvimento amparado na preservação ambiental.

A força de Minas Gerais mostrada na Expo Dubai está, também, em dados como o PIB estadual de US$ 129 bilhões, sendo o segundo maior PIB industrial do País (US$ 30,1 bilhões). Minas tem o segundo maior hub industrial do Brasil, com mais de 60 mil empresas instaladas. A indústria mineira absorve a força de trabalho de 1 milhão de pessoas.

O Estado também é o terceiro maior exportador brasileiro, com US$ 26,2 bilhões por ano. E é, ainda, o principal produtor mineral do Brasil – setor que, em 2020, exportou o equivalente a US$ 20 bilhões.

A matéria-prima disponível também compõe a força do Estado que se destaca entre os principais produtores mundiais de minério de ferro, ouro, zinco, fosfato, grafite e lítio, mantendo uma produção anual de mais de três milhões de toneladas. 

Em se tratando do nióbio – elemento chave para a concepção de materiais avançados da infraestrutura à geração de energia sustentável -, Minas é o maior produtor mundial.

Também entre as riquezas que Minas Gerais exibe nos Emirados Árabes, estão a condição de potência cultural e natural. Além disso, o povo mineiro, rico em costumes, talento e disposição, representa o segundo maior mercado consumidor do País, movimentando US$ 381,8 bilhões.

Carlos Melles, presidente do Sebrae nacional, também participou da inauguração na Expo Dubai | Crédito: Isabella Lacerda/Divulgação Governo de Minas Gerais
Carlos Melles, presidente do Sebrae nacional, também participou da inauguração | Crédito: Isabella Lacerda/Divulgação Governo de Minas Gerais



A riqueza artístico-cultural de Minas é outro ponto bastante valorizado, passando por Inhotim, o maior centro de arte contemporânea a céu aberto. E a história preservada, reunida na maior coleção de patrimônios históricos validados pela Unesco no Brasil, também é destacada.

Os cenários e os talentos das Minas Gerais também compõem o elenco de recursos a serem conhecidos e explorados. Isso sem falar nos sabores, como os dos queijos e cafés premiados internacionalmente.

A exposição sobre Minas Gerais na Expo Dubai mostra ainda aos visitantes e investidores estruturas como o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, conectado com os principais destinos globais; seis portos secos; a maior malha rodoviária do Brasil, com 30 mil quilômetros de estradas; a segunda maior malha ferroviária do País, que reúne acima de 5 mil quilômetros de extensão.

A Expo Dubai 2020 é realizada entre 1º de outubro de 2021 e 31 de março de 2022. Já a Exposição Minas Gerais fica aberta aos visitantes até o dia 25 de novembro.

Hub tecnológico é destaque

A delegação de mineira – que inclui 150 empresários, de todos os setores industriais presentes no Estado – revela, ainda, aos participantes da Expo Dubai que essa realidade de avanços tecnológicos alcançada em Minas é fruto de construção e trabalho conjuntos das empresas, governos e universidades.

Desse modo, o fato de o Estado ser o segundo maior hub de tecnologia e o segundo polo de startups domésticas do País precisa ser destacado na exposição. Além disso, Minas abriga um grande número de universidades federais, incluindo a primeira do ranking nacional, a UFMG.

Diante de tantos pontos atrativos, este é o futuro que a delegação de representantes do Estado presente na Expo Dubai ilustra ao apresentar Minas Gerais: economia dotada de Indústria 4.0, internet das coisas, inteligência artificial, biotecnologia – segundo maior hub de biotecnologia e de ciências da vida, com mais de 200 companhias –, tecnologia 5G, nanomaterial e tecnologias de grafeno, tecnologia de nióbio, soluções de mobilidade inovadoras, energia limpa.

Café, um mundo à parte

No que se refere ao café, Minas mostra na Expo Dubai que é o maior produtor e exportador do Brasil, movimentando US$ 3,2 bilhões por ano. E, ainda, o principal produtor de leite brasileiro, com o montante de 9 bilhões de litros anuais.

O talento cafeeiro em Minas já rendeu algumas parcerias na exposição. Nesta semana, o governador Romeu Zema se reuniu, em Dubai, com o CEO da Dubai Multi Commodities Centre (DMCC), Ahmed Bin Sulayem. 

A DMCC é a zona franca mais interconectada do mundo e o principal centro comercial e empresarial de commodities, entre elas o café. O produto é comprado em diversos países do mundo e enviado a outros comércios mundiais.

Em Minas Gerais, a companhia importa o café da região Sul do Estado. A proposta da empresa é tornar Dubai um hub global de comércio da bebida. 

O objetivo de Minas é prospectar investimentos e acertar parcerias com empresários locais. “Somos o estado que mais produz café no Brasil e temos potencial de ampliar nossa parceria com a DMCC”, destacou o governador.

Segundo Ahmed Bin Sulayem, o mercado de café, além de promissor, é tradicional na história do Oriente Médio. Atualmente, o DMCC Coffee Center comercializa mais de 100 variedades de café das principais regiões de cultivo, como Américas Central e do Sul, além de África e Ásia.

Saiba mais sobre o programa Missão aos Emirados Árabes Unidos

produto_5520201635320

Missão aos Emirados Árabes Unidos

A FIEMG vai levar a indústria mineira para a Expo Dubai. Um dos mais importantes e tradicionais eventos de inovação e negócios do mundo. Vamos conectar o nosso estado ao que existe de mais moderno e sustentável na indústria global, atualizando os setores produtivos que movem a nossa economia, atraindo investimentos, realizando negócios e levando um pouco da nossa cultura para visitantes de dezenas de países. Uma oportunidade única para mostrar Minas para todo o mundo. E fazer bons negócios com o mundo todo.