COTAÇÃO DE 24/09/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,3430

VENDA: R$5,3440

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,3800

VENDA: R$5,5030

EURO

COMPRA: R$6,2581

VENDA: R$6,2594

OURO NY

U$1.750,87

OURO BM&F (g)

R$301,00 (g)

BOVESPA

-0,69

POUPANÇA

0,3012%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Finanças livre
Crédito: REUTERS/Ricardo Moraes

São Paulo – O Brasil voltou a perder dólares na semana passada, com o fluxo cambial ficando negativo em US$ 1,820 bilhão, puxado pela conta financeira numa semana em que a escalada da moeda a sucessivos recordes forçou o Banco Central (BC) a intervir no mercado depois de um ano e meio.

As operações financeiras, que incluem empréstimos externos, remessas de lucros e dividendos e recursos para portfólio, tiveram saldo negativo de US$ 1,442 bilhão na semana entre 10 e 14 de fevereiro, segundo dados do BC divulgados nesta quarta-feira (19).

PUBLICIDADE

O fluxo cambial comercial, câmbio contratado para exportação menos importação, teve déficit de US$ 378 milhões.

Com o mau desempenho da semana passada, o superávit de fevereiro caiu de US$ 3,698 bilhões para US$ 1,878 bilhão. Um ano antes, o resultado era positivo em US$ 6,697 bilhões.

No acumulado de 2020, o fluxo cambial mostra sobra de US$ 1,494 bilhão, ainda assim resultado bem abaixo do de um ano antes (+ US$ 6,752 bilhões).

Nesta quarta, o dólar à vista subia 0,35%, a R$ 4,3733 na venda, a caminho de novo recorde histórico nominal para um fechamento.

(Reuters)

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!