COTAÇÃO DE 15/09/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,2370

VENDA: R$5,2380

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,2600

VENDA: R$5,4070

EURO

COMPRA: R$6,2090

VENDA: R$6,2103

OURO NY

U$1.793,52

OURO BM&F (g)

R$303,17 (g)

BOVESPA

-0,96

POUPANÇA

0,3012%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Finanças

Ibovespa sobe 0,68%, e ações do Carrefour disparam com aquisição

COMPARTILHE

POR

bolsa de valores
Crédito: Amanda Perobelli/Reuters
Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

São Paulo – A Bolsa de valores paulista ensaiava melhora nesta quarta-feira, com o noticiário corporativo em foco, destacando a aquisição do Grupo Big pelo Carrefour Brasil, que fazia as ações da unidade brasileira do grupo francês dispararem.

Às 12:01, o Ibovespa subia 0,68%, a 114.029,27 pontos, após recuar nos últimos dois pregões, acumulando declínio de 2,55%. O volume financeiro somava R$ 9 bilhões.

PUBLICIDADE

Wall Street corroborava o tom positivo no pregão brasileiro, com o S&P 500 e o Dow Jones em alta, assim como ajudava a recuperação dos preços do petróleo no mercado externo, após tombo na véspera.

Apesar disso, o economista-chefe da SulAmérica Investimentos, Newton Rosa, ponderou mais cedo que cresce a percepção de que a terceira onda da pandemia de Covid-19 avança pela Europa, o que alimenta preocupações sobre a recuperação da economia global.

Confira os destaques da Bolsa de valores:

CARREFOUR BRASIL ON disparava 15,6% após anunciar acordo para a aquisição do Grupo Big por R$ 7,5 bilhões, expandindo sua presença em regiões como o Nordeste e o Sul do País e ampliando sua liderança no setor de varejo alimentar. O rival GPA ON caía 0,85%.

CCR ON valorizava-se 4,98% após anúncio de que assinou aditivos contratuais que lhe garantiram mais de R$ 1 bilhão junto ao governo paulista, com destaque para reequilíbrio econômico envolvendo o contrato da concessão de metrô Viaquatro.

GOL PN subia 7,19%, antes de assembleias na tarde desta quarta-feira para decidir sobre a incorporação da controlada Smiles, principalmente após a companhia elevar a oferta aos acionistas da empresa de programa de fidelidade. SMILES ON avançava 9,89%.

SUZANO valorizava-se 5,78% em dia de evento da companhia com investidores e após novos aumentos de preços de celulose. A Suzano ainda estimou atingir até 2024 desembolso total operacional de, aproximadamente, R$ 1,4 mil por tonelada de celulose.

IRB BRASIL RE ON caía 3,57%, em meio a ajustes, após forte valorização na véspera, na esteira de resultados do primeiro mês do ano, que mostraram lucro para a resseguradora.

MAGAZINE LUIZA ON perdia 3,44%, em sessão negativa para papéis relacionados a comércio eletrônico com um todo. B2W ON recuava 1,74% e VIA VAREJO ON cedia 1,65%. Em Nova York, MERCADO LIVRE registrava queda de 2,59%.

PETROBRAS PN avançava 2,37%, na esteira da recuperação dos preços do petróleo no exterior. A companhia anunciou que reduzirá os preços tanto do óleo diesel quanto da gasolina em 0,11 real por litro em suas refinarias a partir de quinta-feira.

VALE ON subia 2,99%, com o setor de mineração e siderurgia como um todo no azul, uma vez que os futuros do minério de ferro na China avançaram pela segunda sessão consecutiva, recuperando-se do que analistas viram como um recuo exagerado em reação a medidas antipoluição.

ITAÚ UNIBANCO PN tinha variação negativa de 0,43%, enquanto BRADESCO PN mostrava acréscimo de 0,04%.

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!