COTAÇÃO DE 17/05/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,2660

VENDA: R$5,2660

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,2500

VENDA: R$5,4230

EURO

COMPRA: R$6,4106

VENDA: R$6,4134

OURO NY

U$1.866,89

OURO BM&F (g)

R$316,43 (g)

BOVESPA

+0,87

POUPANÇA

0,2019%%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

exclusivo Negócios Negócios-destaque
Crédito: Divulgação

O plano da Barbearia Vip de alcançar a marca de 70 unidades espalhadas pelas cinco regiões brasileiras, até o fim do ano, teve início com a inauguração, no dia 13 de março, da sua 43ª unidade, dessa vez em Ponte Nova, na Zona da Mata.

A unidade é a quinta em Minas Gerais. A marca também está presente em Juiz de Fora, Ubá e Viçosa, na Zona da Mata; e Barbacena, na região Central. Até o fim do ano, serão mais quatro barbearias, entre elas em Governador Valadares, no Vale do Rio Doce; e Ipatinga, no Vale do Aço; já no primeiro semestre.

PUBLICIDADE

De acordo com o CEO da Barbearia Vip, Victor Conceição, em 2019 foram abertas 12 lojas, delas, uma no Estado, em Juiz de Fora, na Zona da Mata.

“Privilegiamos uma estratégia pouco usual, que é partir do interior para a Capital. Nesse momento, buscamos as cidades que são polos regionais ou que tem um entorno que consome naquela cidade. No geral, são municípios ou regiões com mais de 70 mil habitantes”, explica Conceição.

O investimento médio para uma loja de 70 metros quadrados é de R$ 150 mil, mas o empreendimento pode ter até 300m². A maior parte é de lojas de rua, mas nada impede que os shopping centers também recebam unidades. Já são três no modelo. Um ambiente pouco usual, mas onde a barbearia tem “performado” bem é no Aeroporto Internacional de Florianópolis.

“A maioria das lojas é de rua, pelo próprio porte das cidades, mas pode ser em um shopping também. A transformação dos malls em centros de serviços, inclusive, tem muita aderência com o nosso perfil. Lugares de grande fluxo, especialmente em cidades de perfil de negócios, como Belo Horizonte, por exemplo, também podem oferecer boas oportunidades como mostra a loja do aeroporto”, analisa o CEO da Barbearia Vip.

Internacionalização – Ao mesmo tempo que investe no interior do País, a Barbearia Vip já começou o processo de internacionalização. Já estão em processo de abertura uma unidade em Miami (EUA), com loja própria, e Lisboa (Portugal), com um franqueado. A estratégia é reforçar a identidade brasileira da marca e expandir por lugares com grandes colônias de imigrantes brasileiros.

Para ser um franqueado, além de capacidade de investimento, o candidato precisa ter tempo para se dedicar à operação. O indicado é que a barbearia seja a sua principal atividade profissional. A exigência faz sentido para quem vai entrar em um segmento aquecido. O mercado brasileiro de produtos de beleza masculinos atingiu US$ 7,2 bilhões em 2018, acumulando um crescimento de 69,7% nos últimos cinco anos, muito acima da média global, que foi de 26%, segundo o provedor de pesquisa de mercado Euromonitor.

Além dos serviços de cabelo e barba, a barbearia conta sistema open bar, mesa de sinuca, TV individual e games. A marca tem, ainda, uma linha de roupas assinada pela grife Toro, rótulo próprio de cerveja (a Beer Vip) e também linha própria de produtos cosméticos.

Cobrança aos franqueados congelada – A rede tomou algumas medidas para “aliviar” a vida dos franqueados em um momento tão delicado.

A franqueadora congelou todas as cobranças junto aos franqueados, como taxa de marketing e royalties a partir de 15 de março. “E só pensaremos em falar sobre o assunto depois de calcular o prejuízo de todos. Precisamos garantir que as franquias terem o mínimo de fôlego para ajudar os barbeiros”, explica o CEO.

“Alguns estados ainda não decretaram o fechamento do comércio, mas, mesmo assim, mesmo que não seja expedido o decreto, vamos fechar as lojas visando a saúde”, salienta.
A Barbearia Vip está auxiliando os franqueados nas negociações de serviços que ficaram sem uso, como TV a cabo. O marketing está criando material didático com dicas aos clientes de como cuidar do visual em casa.

A franqueadora está estudando a melhor forma, juridicamente, para negociar aluguéis e demais custos fixos.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!