COTAÇÃO DE 14/05/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,2710

VENDA: R$5,2710

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,2700

VENDA: R$5,4330

EURO

COMPRA: R$6,3961

VENDA: R$6,3990

OURO NY

U$1.843,90

OURO BM&F (g)

R$311,62 (g)

BOVESPA

+0,97

POUPANÇA

0,2019%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Negócios zCapa
A rede de cafeterias argentina Havanna inaugurou a sua primeira unidade em Juiz de Fora e já vai abrir outras duas | Crédito: Divulgação

Pronta para dobrar o número de unidades no ano que vem e ultrapassar a marca de duas centenas de lojas, a rede de cafeterias argentina Havanna inaugura a primeira unidade em Juiz de Fora, na Zona da Mata.

A loja de Juiz de Fora é a quarta unidade em Minas. De acordo com o gerente de expansão da Havanna no Brasil, Thiago Santana, a operação em Juiz de Fora superou o resultado previsto para os primeiros dias em 100% e outras duas unidades devem ser abertas na cidade até o início de 2021.

PUBLICIDADE

“Também estamos inaugurando uma ‘To Go’ em Pouso Alegre (Sul de Minas). A ideia é ter mais dez operações no Estado. Uberlândia (Triângulo Mineiro), Betim e Contagem (ambas na Região Metropolitana de Belo Horizonte) serão as primeiras. A ideia é também enriquecer mais a praça da Capital”, afirma Santana.

Fundada em 1939, a marca possui um extenso catálogo, incluindo grande variedade de bebidas geladas e quentes, os famosos alfajores e o tradicional Dulche de Leche argentino, além de tabletes, empanadas e diferentes sobremesas.

“A Havanna está no Brasil desde 2006. Até 2014, eram só lojas próprias para que pudéssemos entender o conceito do negócio, o cardápio a ser trabalhado no Brasil. Em 2014, passamos a ter franqueadas e, dos 12 países em que estamos, o Brasil é o único a ter um master franqueador devido ao seu tamanho e importância para nós. Estamos com mais de 100 lojas e, até o final de 2021, pretendemos dobrar. As inaugurações e o faturamento pós-quarentena estão acima do planejado”, destaca.

Mas nem mesmo as delícias de origem argentina passaram ilesas pela pandemia. A Covid-19 se abateu sobre o Brasil justamente quando começava a campanha de Páscoa – data fundamental para o desempenho da marca. O fechamento compulsório das lojas era um problema nunca imaginado.

“No começo, fomos impactados. Para buscar a recuperação, trabalhamos bem o apoio ao franqueado, liberando o e-commerce, o delivery, negociando taxas com os shoppings. Temos ao nosso favor o poder da marca. Foi na contramão da crise que conseguimos intensificar a expansão, reduzindo custos. Tivemos uma taxa de mortalidade durante a pandemia baixíssima. O consumidor voltou rapidamente às compras. Depois do susto maior, todo mundo ficou com saudade, buscou bom atendimento, segurança, e a marca transparece isso”, avalia o gerente de expansão da Havanna.

Novidade – Em parceria com a Tres – solução de cafés expressos e multibebidas em cápsulas do Grupo 3 Corações -, a Havanna lançou, no final de novembro, o seu primeiro Cappuccino Doce de Leite em cápsula.

A parceria permite a penetração da Havanna em novos pontos de venda, ampliando os pontos de contato da marca com o consumidor final. O co-branding, que promete acompanhar o cliente em diversos momentos de sua rotina, nasceu após a Tres lançar o Cappuccino de avelã e acompanhar seu sucesso e aderência na rotina dos brasileiros. Assim, a empresa resolveu explorar o doce de leite.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!