COTAÇÃO DE 17/09/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,2820

VENDA: R$5,2820

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,3100

VENDA: R$5,4500

EURO

COMPRA: R$6,2293

VENDA: R$6,2322

OURO NY

U$1.754,86

OURO BM&F (g)

R$298,96 (g)

BOVESPA

-2,07

POUPANÇA

0,3012%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Negócios zCapa
Crédito: Divulgação/Instituto Gourmet
Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

Minas Gerais vai ganhar, nos próximos meses, mais três unidades da rede de franquias de ensino profissionalizante em gastronomia, Instituto Gourmet. As escolas serão abertas no bairro Alípio de Melo, região Noroeste da Capital, em Venda Nova, na região Norte, e em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), entre o fim deste exercício e o primeiro semestre do ano que vem, e demandarão aportes da ordem de R$ 350 mil cada.

Com a expansão, a rede capixaba já soma, em Minas, investimentos de quase R$ 2 milhões, de acordo com o sócio-diretor do Instituto Gourmet, Robson Fejoli. É que a escola, que chegou no Estado em 2018, já conta com outras cinco unidades em operação: no centro de Belo Horizonte, na região do Barreiro, em Contagem (RMBH), em Divinópolis (Centro-Oeste) e em Juiz de Fora (Zona da Mata).

PUBLICIDADE

“Nossa presença em Minas Gerais é bem expressiva. Em termos de alunos são aproximadamente 6 mil ativos, dos 20 mil em todo o País”, afirmou.

Atualmente, a rede está presente em todas as regiões brasileiras com 110 franquias vendidas e 62 em operação. Em termos de representatividade nos negócios, o sócio-diretor informou que, juntos, São Paulo e Rio de Janeiro representam praticamente 50% do faturamento. Já no âmbito do Sudeste, essa participação sobe para 70%.

“Estamos trabalhando para alcançar o marco de 400 franquias em três ou quatro anos, de maneira a atender toda população brasileira. Desde a fundação, em 2014, já triplicamos o faturamento e temos condições de crescer ainda mais”, ressaltou.

Escola capixaba de gastronomia já soma, em Minas, investimentos de quase R$ 2 milhões | Crédito: Divulgação/Instituto Gourmet

Para se ter uma ideia, a empresa encerrou 2019 com faturamento de R$ 45 milhões e espera fechar 2020 em R$ 68 milhões, um crescimento de 51% de um exercício para o outro. No início deste ano, o Instituto também anunciou a sociedade com a holding SMZTO.

“Em março, atingimos nosso faturamento recorde. Mas com a chegada da Covid-19 em abril, perdemos cerca de 30% das receitas com o fechamento de unidades e contenção de despesas. Agimos rapidamente, apresentando opções digitais, inclusive com conteúdo extra, e a rede começou a se recuperar. Hoje já estamos com 90% do que faturamos em março, batemos recorde de novas matrículas em julho e agosto e esperamos encerrar 2020 atingindo as metas traçadas antes da pandemia”, completou.

Durante o período de distanciamento social, a marca criou novos métodos de ensino a distância, focando no empreendedorismo e, principalmente, no delivery. Para Fejoli, o sucesso da escola se dá ao fato da empresa ter como missão transformar a vida de todos os que integram o modelo.

“Além do aluno empreendedor, nós enfatizamos a importância social que o franqueado possui. Ele é responsável por impactar economicamente determinada região gerando empregos e formação profissional. Nossa proposta é democratizar a profissionalização da gastronomia”, enfatizou.

A escola oferece oito diferentes tipos de cursos, sendo o de confeiteiro profissional o mais vendido, seguido pela formação de cozinheiro profissional.

RAIO-X

Instituto Gourmet
Investimento: R$ 350 mil
Faturamento: R$ 120 mil/ano
Lucro líquido: 25% a 35% sobre o faturamento
Ponto de equilíbrio: até seis meses
Retorno: entre 18 e 24 meses

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!