Na nova unidade em Varginha serão fabricados microusinas fotovoltaicas, sistemas e geradores de energia elétrica - Crédito: José Cruz/ABR

Aproximadamente R$ 7,5 milhões serão investidos na construção da nova unidade fabril da empresa Equipamentos Eletrônicos Santa Maria Eireli, em Varginha, no Sul de Minas Gerais. A prefeitura do município assinou com a organização, em dezembro, um protocolo de intenções, que prevê a doação de um terreno de 5.224,70 metros quadrados, localizado no Bairro Industrial Miguel de Lucca.

As expectativas são de que até o ano de 2023 sejam gerados 40 empregos diretos e 40 indiretos, de acordo com o diretor da empresa, Luciano Modesto. Ao todo, a Equipamentos Eletrônicos Santa Maria Eireli, que está na cidade há 23 anos, deverá implantar uma área construída de 2.000 metros quadrados para a fabricação de microusinas fotovoltaicas, sistemas e geradores de energia elétrica.

O diretor da organização explica que a marca começou a trabalhar ainda em 2019 nesse mercado “que está em expansão”, tendo como diferencial o trabalho com nanotecnologia e microinversores.

As expectativas são de que somente essa área gere um faturamento de R$ 24 milhões para a marca no primeiro ano de funcionamento da nova unidade. As perspectivas são de que a construção já comece a ser realizada seis meses após a liberação da escritura.

Além disso, a empresa continuará também investindo em itens de segurança eletrônica e, com os novos investimentos, deverá passar a produzir alguns deles no próprio município de Varginha, conforme relata Luciano Modesto.

A organização se mostra otimista já para 2020, destacando que deverá haver crescimento nos números da marca. “Em 2019, a empresa faturou R$ 120 milhões. As expectativas são de que tenhamos um incremento de 15% no próximo ano”, destaca o diretor da Equipamentos Eletrônicos Santa Maria Eireli.

Atração de investimentos – O prefeito em exercício de Varginha, Vérdi Melo, destaca que a cidade tem uma política que prioriza a atração de investimentos. Esse cenário é possibilitado por meio de doações de terrenos, por exemplo, e redução ou isenção de determinados impostos, como Impostos sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS) e Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU).

“Além disso, temos como diferencial uma boa mão de obra, qualificada e diversificada. A cidade também é bem localizada e conta com uma ótima infraestrutura e uma rede hoteleira que cresceu bastante nos últimos anos. Também temos um aeroporto que está recebendo investimentos do governo federal”, enumera.