COTAÇÃO DE 26/05/2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$4,7610

VENDA: R$4,7610

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$4,8500

VENDA: R$4,9530

EURO

COMPRA: R$5,1433

VENDA: R$5,1459

OURO NY

U$1.850,86

OURO BM&F (g)

R$284,80 (g)

BOVESPA

+1,18

POUPANÇA

0,6719%

OFERECIMENTO

exclusivo Negócios Negócios-destaque

Savassi ganha unidade do Mercado da Boca

COMPARTILHE

Aportes no empreendimento na região Centro-Sul da Capital somam R$ 3 milhões - Crédito: Divulgação

A três meses de completar três anos, o Mercado da Boca – instalado no bairro Jardim Canadá, em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), dá início ao plano de expansão com a inauguração da sua primeira unidade na Savassi, na região Centro-Sul da Capital. O empreendimento, que consumiu um investimento de R$ 3 milhões abriga cinco atrações gastronômicas e três bares e tem capacidade para receber até 250 pessoas.

De acordo com um dos proprietários do Mercado da Boca, Lucas Vereza, esse primeiro ano foi de muito aprendizado e ajustes na operação. A unidade Savassi e fruto desse processo. A operação, mais enxuta, vai funcionar de segunda a segunda e deve atrair um público diferente, do dia a dia. Cerca de 100 empregos, entre diretos e indiretos, foram criados.

PUBLICIDADE




“É natural que um empreendimento inovador como o Da Boca passe por ajustes. Ouvimos nossos clientes, modificamos alguns pontos como o sistema de pagamento, por exemplo, e a unidade Savassi já é o resultado disso. O plano sempre foi ter unidades menores em bairros estratégicos para alcançar um público que transita pelo local e para quem o Jardim Canadá não seja tão acessível. Passamos a funcionar todos os dias também pra isso. Em Nova Lima, continuamos atendendo de quinta à domingo”, explica Vereza.

Os próximos bairros candidatos a receber um “Da Boca” são Pampulha, Buritis e Vila da Serra. Pelo menos um será inaugurado ainda em 2020. Também esse ano a primeira unidade fora de Minas Gerais deverá ser inaugurada em São Paulo, no mesmo modelo da unidade Savassi. O local ainda está sendo estudado.

Com uma unidade no Jardim Canadá e outra na Savassi, o “Da Boca” está inserido em dois polos gastronômicos da Região Metropolitana. O recente reconhecimento da Capital como “Cidade Criativa pela Gastronomia”, concedido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), é mais um ponto a favor do espaço.

“Estar em um polo gastronômico e de cervejas artesanais faz com que o empreendimento faça efetivamente parte da cadeia produtiva do turismo da RMBH. O título da Unesco é muito importante. As pessoas buscam uma qualidade no produto e serviço. Com tudo isso Belo Horizonte sai ganhando, as pessoas se sentem parte desse prêmio. As pessoas querem usufruir e querem conhecer os restaurantes, as casas que se dedicam à gastronomia”, completa o empresário.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!